Indy: Dia dos Pais dá sorte a Helinho

Dia dos Pais dá mesmo sorte para o brasileiro Hélio Castro Neves. A confirmação disso veio neste domingo, com sua vitória no GP de Mid-Ohio, 12ª etapa da temporada de F-1, que teve seu companheiro de Penske, Gil de Ferran, em segundo lugar. Com o triunfo, Helinho ficou a apenas um ponto do sueco Kenny Brack, do Team Rahal, na classificação (103 a 104) e mais do que nunca está na briga pelo título. "Dia dos País é comigo mesmo. Minha última vitória tinha sido em Detroit e era Dia dos Pais aqui nos Estados Unidos. Essa é a maior prova??, disse o brasileiro.Na realidade, sua vitória de hoje, a segunda seguida em Mid-Ohio e a segunda dobradinha consecutiva formada com Gil nesta pista, aconteceu por algo muito mais consistente do que sorte ou coincidência. Numa corrida dominada facilmente pela Penske, ele venceu por conta de uma decisão arriscada que tomou, desobedecendo a uma ordem da equipe.Largando na primeira fila ao lado do pole Gil de Ferran (como no ano passado), Helinho conservou a segunda colocação até a volta 29. Naquela altura, o domínio flagrante da Penske se refletia numa vantagem de 7s591 de Gil para Jimmy Vasser, o então terceiro colocado - Helinho virada todas as voltas em média um segundo atrás do líder. Mas Gil e Helinho começaram a pegar tráfego e a equipe chamou os dois para o pit stop. O atual campeão mundial obedeceu; seu companheiro não."Quando os caras perceberam que eu passei direto, foi aquele silêncio no rádio. Mas eu tinha de arriscar??, explicou Helinho. "Deu certo.?? Deu mesmo. Ele conseguiu uma volta rápida, fez seu pit na 30ª volta e conseguiu voltar logo à frente de Gil. Estava decidida a corrida.Claro que ainda faltavam 53 voltas para o final, mas isso não tiraria a vitória de Helinho, a não ser que ele cometesse um erro ou o carro quebrasse. "Realmente, meu carro estava muito bom??, disse. "O segundo lugar não é a vitória, mas hoje foi impossível vencer. Não tinha o que fazer??, conformou-se Gil. Para ele, não foi de todo ruim, pois subiu para 89 pontos na classificação e está em terceiro lugar, à frente de Dario Franchitti (81) e Michael Andretti (73).Ele se referia a tudo o que aconteceu depois que Helinho conseguiu tomar a ponta. Em nenhum momento, Gil conseguiu atacar o companheiro.Nem mesmo na relargada após a três rápidas bandeiras amarelas da prova, a segunda delas por conta de um acidente espetacular com o mexicano Adrian Fernandez, da Fernandez Racing, que perdeu o controle de seu carro na tomada de uma curva, foi reto pela área de escape e "entrou? literalmente na barreira de pneus. Adrian nada sofreu.Helinho completou a prova em 1h44min54s931, com média de 171.599 km/h, 1s568 à frente de Gil (o canadense Patrick Carpentier completou o pódio). Ele ainda ganhou o ponto extra por liderar mais voltas. Após assumir a ponta, só não esteve à frente do giro 55 a 65, quando o espanhol Oriol Servia, da Sigma, aproveitou uma bandeira amarela onde todos foram para o pit stop e sentiu o gostinho de ser líder. Mas depois teve de parar também.Para a felicidade de Helinho, o sueco não pontuou, foi novamente se envolveu em acidente com seu companheiro Max Papis, a exemplo de Michigan, e terminou apenas em 20º lugar. "Não sei o que aconteceu.Ele estava no meu lado e, de repente, batemos??, disse o sueco. Brack, na realidade, fechou o companheiro. Além disso, não tinha muito do que reclamar, pois no momento do choque eles lutavam para 13.ª posição.Todos os brasileiros concluíram a prova. Na zona de pontuação chegaram Tony Kanaan (Mo Nunn), em quinto; Roberto Moreno (Patrick), em sexto; Christian Fittipaldi (Newman-Haas) em oitavo; e Cristiano da Matta (Newman-Haas), em 10º. Bruno Junqueira, Chip Ganassi, foi o 13º, Maurício Gugelmin, PacWest, o 14º, e Max Wilson, Arciero-Blair, o 15º.No campeonato, Cristiano está em sexto lugar, com 70 pontos, ao lado do neozelandês Scott Dixon. Christian é o décimo, com 54, Tony o 11º, com 53, e Moreno o 12º, com 52. A proxima corrida será domingo, no circuito misto de Elkhart Lake.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.