Indy: público decepciona em Michigan

Fora da pista, a despedida da Fórmula Indy do oval de Michigan foi decepcionante. A organização do evento não divulgou o público, mas as gigantescas arquibancadas, com capacidade para mais de 130 mil pessoas, ficaram vazias durante as 500 Milhas deste domingo, vencidas pelo canadense Patrick Carpentier. Foi a última corrida da categoria no circuito, já que não houve acordo para a renovação de contrato - até mesmo porque, o número de espectadores vinha diminuindo a cada temporada.Localizado na pequena cidade de Brooklyn, o oval de Michigan está longe do público. A cidade de grande porte que fica mais perto do circuito é Detroit: cerca de 120 km. Detroit, inclusive, tem uma etapa própria da Indy (realizada dia 17 de junho), o que já diminuiu um pouco o apelo da corrida disputada neste domingo. O preço dos ingressos vai de US$ 50 (cerca de R$ 125) até US$ 95 (cerca de R$ 240). Tudo isso parece que afugentou os norte-americanos das tradicionais 500 Milhas.A decepção com o público fica ainda maior quando se compara com outras etapas da Indy, como em Toronto, no último final de semana. Durante os três dias de atividade na pista, o circuito de rua canadense esteve sempre lotado. Chegou a bater o recorde local: mais de 73 mil pessoas no dia da corrida.Em Michigan, durante os treinos de sexta-feira e sábado, o que se viu foi quase nenhuma agitação no circuito. Na prova deste domingo até que o público melhorou, mas ficou muito aquém do esperado para uma despedida como essa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.