Indy tem prejuízo na Inglaterra

Os problemas na pista fizeram com que os organizadores do Grande Prêmio da Inglaterra de Fórmula Indy tivessem um grande prejuízo. Quinze mil ingressos foram vendidos para os treinos de sexta-feira, que não aconteceram por causa da água. Os torcedores, que pagaram entre 60 e 100 libras, tiveram seu dinheiro devolvido, totalizando mais de um milhão de libras de prejuízo (US$ 1,5 milhão). Além disso, a operação montada para tentar resolver os problemas custou mais um milhão de libras.Apesar dos prejuízos e problemas, a prova está confirmada no calendário da Indy do ano que vem. O contrato entre os administradores do autódromo e a Cart prevê mais cinco anos de corridas na Inglaterra, obrigatoriamente na pista oval do complexo de Rockingham, que tem várias possibilidades de traçados mistos.A Indy já estuda uma mudança de data das duas provas européias. Na Alemanha, a chuva também cancelou os treinos de quinta-feira e reduziu os de sexta-feira pela metade. O ideal para a Europa seria que as provas acontecessem em junho ou julho, meses em que as chuvas são menos constantes. Mas esse é um período sagrado para a Indy. Tradicionalmente ocorrem várias provas seguidas nos Estados Unidos aproveitando as férias do verão americano. A solução pode ser transferir as provas européias para a primeira quinzena de maio (a segunda está ocupada pelas 500 Milhas de Indianápolis).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.