Ingresso a R$ 3.500 para setor vip com cambistas

Polícia militar apenas observa a abordagem; pelo menos 15 pessoas agiam na frente do autódromo

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

29 de outubro de 2008 | 18h19

SÃO PAULO - Oficialmente, os ingressos para o GP do Brasil já estão esgotados para quase todos os setores. Porém, se você tiver vontade - e dinheiro - desembolsar pelo menos R$ 1.100 para um bilhete do setor G, para domingo, é possível que consiga assistir à corrida. Veja também: Blog do Livio Oricchio: Notícias e bastidores da F-1  Vote: quem leva o título da F-1: Hamilton ou Massa?  Classificação do Mundial de Pilotos e de Construtores   Os cambistas estão por todas as partes nas bilheterias da entrada principal de Interlagos. Oferecem de quase tudo, para todos os dias. E vendem alguns até mais barato que o preço oficial (R$ 150 para a arquibancada, para a sexta-feira, dia dos treinos livres, enquanto que na bilheteria custa R$ 180). Um deles, que se identificou como Dario, garante ainda que tem até uma credencial para o setor VIP da Rede Globo, ao preço de R$ 3.500. "Vale o que custa, lá o seu copo de whisky não vai ficar vazio", diz. O setor fica de frente para a reta oposta. Para o setor S, um dos mais procurados, o preço em média é de R$ 1.800. Até um estrangeiro tentava comprar. Ofereceu dez dólares - dizia que tinha isso na carteira - e não quis se identificar à reportagem do Estado. Teve dificuldades com os cambistas, pois falava em inglês, e saiu sem comprar nada. Prometia voltar. A polícia militar observa de longe as abordagens - pelo menos 15 estavam na frente do autódromo nesta terça - e a organização do GP não leva em consideração o fato pois "a quantidade de bilhetes que são vendidos é muito pequena em relação ao total", diz a assessoria de imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.