Interlagos ainda está em obras

O autódromo José Carlos Pace passou nesta quinta-feira para as mãos dos promotores do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, que será realizado nos dias 3, 4, 5 (treinos) e 6 de abril (corrida). Será o GP de número 700 da história da categoria. De acordo com a determinação da Federação Internacional de Automobilismo ? e isso vale para todos as 16 etapas da temporada ? a administradora do local, no caso a Prefeitura de São Paulo, deveria entregar o local da prova em perfeitas condições para a realização do evento. O que em Interlagos não se verificou.Ricardo Leyser Gonçalves, chefe de gabinete e comissário do GP pela administração municipal, explicou que as obras vão continuar: ?Algumas intervenções ainda estão em andamento, ainda que tenhamos adiantado boa parte das solicitações.?Representante da promotora do evento, o benevolente Luiz Ernesto Morales entende que tais reformas, solicitadas pela FIA, estão 75% prontas. Em companhia do diretor de prova, Carlos Montagner, a Agência Estado vistoriou as obras. Na verdade, há ainda muita coisa a ser feita no aspecto estrutural, não só na pista em si como na área dos boxes.Os principais pontos dizem respeito à pista ? principalmente casos de bumping (ondulações no asfalto), verificados em três pontos do circuito. ?Não é possível apenas consertar o trecho determinado. É preciso refazer um espaço mais abrangente?, disse Luiz Ernesto Morales.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.