Internautas condenam Ferrari, mostra enquete

A maioria dos internautas do portal estadao.com.br considera que a Ferrari foi quem saiu com a imagem mais arranhada por ter ordenado a Rubens Barrichello dar passagem a Michael Schumacher para que o alemão vencesse o Grande Prêmio da Áustria de F-1. Das pessoas que participaram da enquete ? que ficou no ar durante 24 horas, a partir das 13h de ontem, 77,03% acham que a escuderia foi quem deixou pior impressão com o episódio. Para 22,97% foi o piloto alemão. Os internautas deixaram seu recado: preferem Barrichello lutando em situação de igualdade com seu companheiro de equipe. Dos que participaram da enquete, 61,79% acham melhor ver o piloto em uma escuderia menor, mas disputando posições com seu colega. Os 38,21 % restantes gostam mais do brasileiro na Ferrari, ainda que ele seja impedido de vencer. Para 80,97% dos entrevistados, ídolos do passado como Ayrton Senna e Nelson Piquet jamais concordariam em atuar como coadjuvantes. Apenas 19,03% crêem que os dois campeões se submeteriam às regras impostas pela Ferrari a Barrichello. A maior polêmica ficou com a questão do contrato do piloto brasileiro, que prevê que ele deve obedecer as ordens da escuderia, mesmo que isso o obrigue a abdicar de vitórias. Das pessoas que participaram da enquete, 49,09% dizem que aceitariam as regras impostas para competir pela escuderia italiana. Já 50,91% afirmam que se negariam a assinar tal acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.