IRL: Penske faz dobradinha com Helinho

A estratégia da Penske garantiu neste sábado, no oval de Phoenix, a dobradinha na equipe na segunda etapa da Indy Racing League. Sam Hornish Jr. venceu a prova e assumiu a liderança do campeonato, com o brasileiro Helio Castro Neves ficando em segundo. Tony Kanaan largou em último e terminou em terceiro.Tony Kanaan comemorou o resultado. Se não tivesse enfrentado um problema no bocal durante o abastecimento de combustível, ele poderia ter lutado pela vitória. O defeito no bocal fez com que ele fizesse um pit a mais e ainda tivesse que economizar metanol no final da corrida. "O carro estava voando. Em duas voltas sai do 21.º para o 9.º lugar", disse o piloto.A Penske fez o melhor cálculo para os pit stops durante as 200 voltas e seus dois pilotos, Hornish e Helinho, foram os últimos a entrar no box, a 8 voltas do final, para um rápido abastecimento sem troca de pneus.A sete voltas do final da prova, Tomas Scheckter bateu no muro, provocando a quarta bandeira amarela da corrida. Na relargada, Dario Franchitti, que estava logo atrás de Hornish e tinha chances de vitória, acelerou no momento errado, perdeu aderência e acabou em 4.º lugar, deixando Hornish sozinho para cruzar a linha de chegada.O resultado da corrida de Phoenix mostrou que duas equipes, realmente, dominam o campeonato da IRL nesta temporada: a Penske que ficou com as duas primeiras posições e a Andretti Green que colocou quatro carros entre os sete primeiros colocados, já que Bryan Herta terminou em sétimo. Além de contar com os carros com o set up mais equilibrado, as duas equipes também ficaram com os melhores pilotos da categoria.A próxima etapa do campeonato, dia 3 de abril, será nas ruas de São Petersburgo, Flórida, circuito que até o ano passado era utilizado pela Champ Car. Será a primeira vez que os monopostos da Indy Racing League correrão em um traçado misto.Classificação da corrida: 1º - Sam Hornish Jr. Dallara/Toyota (Penske), 200 voltas; 2º - Hélio Castro Neves, Dallara/Toyota (Penske), a 1s04; 3º - Tony Kanaan, Dallara/Honda (Andretti Green), 2s26; 4º - Dario Franchitti, Dallara/Honda (Andretti Green), a 6s07; 5º - Scott Sharp, Dallara/Honda (Fernandez), a 6s65; 6º - Dan Wheldon, Dallara/Honda (Andretti Green), a uma volta. Vitor Meira, com G-Force/Honda (Rahal), terminou em 11º.Classificação do campeonato: 1º - Sam Hornish Jr. (EUA), 90 pontos; 2º - Dan Wheldon (Inglaterra), 84; 3º - Tony Kanaan (Brasil) e Hélio Castro Neves (Brasil), 70; 5º - Darren Manning (Inglaterra), 52; 6º - Vitor Meira (Brasil), 51. Em negrito os pilotos brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.