AP
AP

Irmão diz que doação dos órgãos de Justin Wilson salvou 6 pessoas

Fórmula Indy cria fundo para sustentar filhas de piloto morto

Estadão Conteúdo

25 de agosto de 2015 | 15h49

O piloto Justin Wilson morreu na noite da última segunda-feira, vítima de um grave acidente na etapa do último domingo da Fórmula Indy, mas uma bela atitude dele e de sua família salvou muitas outras vidas. Nesta terça-feira, o irmão do inglês, o também piloto Stefan Wilson, anunciou que a doação dos órgãos de Justin beneficiou seis pessoas.

"Com o dom da vida, Justin Wilson salvou seis vidas hoje. Ele continua elevando seu nível. Mantenham as preces para Julia e as garotas. Justin Wilson, meu herói", escreveu em sua página no Twitter, pedindo também apoio à mulher de Justin e as duas filhas que ele deixou.

 

 

Aos 37 anos, Wilson foi vítima de um acidente na etapa de Pocono da Fórmula Indy. O piloto Sage Karam chocou-se com o muro em alta velocidade. Com a força do impacto, uma peça do carro de Karam se soltou e atingiu em cheio a cabeça de Justin Wilson. O inglês foi retirado imediatamente da pista e levado de helicóptero a um hospital, mas seu estado de saúde já era grave.

Na segunda, a direção da Fórmula Indy informou que ele seguia em situação crítica e, horas mais tarde, confirmou a morte do piloto. Rapidamente, a família exerceu o desejo dele e doou seus órgãos, que já teriam sido encaminhados para seis pessoas necessitadas.

DOAÇÕES À FAMÍLIA

A morte de Justin Wilson fez com que a direção da Fórmula Indy manifestasse sua preocupação com o sustento de suas duas filhas. Por isso, a categoria criou nesta terça-feira um fundo monetário para as jovens crianças, de sete e cinco anos, e pediu doações através das redes sociais.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.