Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Irritado com punição, Hamilton ironiza Raikkonen

Os treinos livres para o GP da Itália começam nesta sexta-feira, mas o assunto mais comentado no circuito de Monza ainda é a punição ao britânico Lewis Hamilton, que teve 25 segundos acrescidos na classificação final, por ter ultrapassado Kimi Raikkonen de maneira considerada irregular. Questionado sobre a situação, Hamilton ironizou o piloto finlandês. "Se ele não tem colhões para frear tarde é um problema dele", afirmou, irritado com a situação e com as críticas de outros pilotos. Quase todos concordaram que a punição imposta pelos comissários de pista do GP da Bélgica ao piloto britânico foi justa. Hamilton escapou da pista na antepenúltima volta da corrida, quando tentava ultrapassar Kimi Raikkonen, líder da prova. O piloto da McLaren atravessou a chicane antes da reta e ganhou algum tempo, o que facilitou a ultrapassagem. Depois, devolveu a posição, mas ficou em posição considerada favorável e ultrapassou Raikkonen novamente. Com a punição, o piloto da McLaren ficou com a terceira posição na corrida, atrás de Felipe Massa e do alemão Nick Heidfeld, da BMW. Na classificação geral, Hamilton manteve a liderança, com 76 pontos, mas a diferença para o piloto brasileiro foi reduzida para apenas dois pontos.

AE, Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 16h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.