Elisabetta Baracchi/EFE
Elisabetta Baracchi/EFE

Jacques Villeneuve guia Ferrari do pai Gilles, morto há 30 anos

Canadense pilotou o modelo 312 T4 no circuito da equipe em Maranello, na Itália

AE-AP, Agência Estado

08 de maio de 2012 | 10h13

FIORANO - No 30.º aniversário de morte de Gilles Villeneuve, a Ferrari homenageou o ex-piloto e convidou seu filho, também ex-piloto de Fórmula 1, Jacques, para conduzir um dos antigos carros do pai. O evento aconteceu nesta terça-feira, no circuito da equipe em Maranello, na Itália.

Jacques Villeneuve pilotou o modelo 312 T4, utilizado pelo pai em 1979. Naquele ano, o canadense e Jody Scheckter fizeram com que a Ferrari assegurasse o título do Mundial de Construtores. O sul-africano Scheckter foi o campeão entre os pilotos, enquanto Gilles ficou na segunda colocação.

Para a realização do evento, que contou ainda com outros membros da família Villeneuve além do presidente da escuderia italiana, Luca di Montezemolo, Jacques foi levado à sede da Ferrari na última semana e realizou alguns ajustes no carro. Seu pai pilotou em 67 provas da Fórmula 1, com seis vitórias e 13 pódios, e na temporada de 1979 alcançou seu melhor desempenho.

A curta carreira do canadense foi abreviada tragicamente em 1982, quando ele morreu durante o treino classificatório para o GP da Bélgica, no dia 8 de maio. Na ocasião, Gilles se chocou com Jochen Mass e foi arremessado para fora do cockpit. Pouco mais de 15 anos depois, em 1997, seu filho, Jacques, conquistou o título da Fórmula 1 que ele tanto perseguia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.