Jean melhora posição no Rali Paris-Dacar

Os brasileiros que disputam o Rali Paris-Dacar tiveram uma etapa tranqüila nesta terça-feira, no recomeço da competição, paralisada por três dias, com o cancelamento de duas etapas e um dia reservado ao descanso. Jean Azevedo, nas motos, foi o único piloto do Brasil a melhorar sua posição na classificação geral, subindo para o 14º lugar. Nos carros, o piloto Klever Kolberg e o navegador Lourival Roldan permaneceram em 9º, assim como André Azevedo manteve a vice-liderança entre os caminhões.A 12ª etapa, entre as cidades de Bobo-Dioulasso, em Burkina Faso, e Bamako, em Mali, destinou aos pilotos um trecho cronometrado de 213 km e a poeira foi o principal adversário. Jean Azevedo foi um dos mais prejudicados, mas terminou com o 15º tempo do dia, que o fez subir uma posição na classificação geral."Não conseguia enxergar absolutamente nada, nem o painel da moto. Na primeira parte da prova caí para a 29ª posição, porque reduzi bastante o ritmo", afirmou Jean Azevedo, que pilota uma KTM. "Só no final consegui ultrapassar os dois que estavam me atrapalhando e fazendo poeira como um carro. Com isso, recuperei algumas posições." O melhor desta terça entre as motos foi o francês Cyril Després (KTM), que deixou o líder geral, o espanhol Nani Roma (KTM), em terceiro lugar na etapa.Kolberg e Roldan também reclamaram da poeira e optaram pela prudência ao utilizar a tática de apenas manter a posição que estavam. Ao final, conseguiram o objetivo e cruzaram a linha de chegada em 9º lugar, mesma colocação que ocupam no geral."Como sabíamos que tinha muito pó e poeira, nem tentamos fazer ultrapassagens. Estava perigoso, com árvores na beira da pista e pontes estreitas com borda de concreto. O ideal era manter a posição", disse Kolberg. O Mitsubishi Pajero Full dos brasileiros chegou a 10m34s do primeiro colocado, o francês Luc Alphand-Henri Magne (BMW), que fez o percurso em 1h54m53s. Na classificação geral, os franceses Stéphane Peterhansel e Jean Paul Cottret (Mitsubishi) permanecem como líderes, com 1h04m43s de vantagem para seus companheiros de equipe, o japonês Hiroshi Masuoka e o francês Gilles Picard.André Azevedo e seus companheiros checos Tomas Tomecek e Mira Martinec, com o caminhão Tatra, continuam mantendo a regularidade e foram os segundos melhores do dia, o que os asseguraram como vice-líderes na classificação. Eles chegaram 2m20s atrás dos russos Firdaus Kabirov, Aydar Belyaev e Dzhamil Kamalov (Kamaz) e diminuíram a vantagem para os líderes no geral, os também russos Vladimir Tchaguine, Semion Yakubov e Serguei Savostin (Kamaz), para 54s24.Nesta quarta-feira, os pilotos voltam para a Mauritânia, saindo de Bamako para a cidade de Ayoûn El Atroûs. A previsão é a de um deslocamento total de 734 km, sendo 478 km de Especial (trecho cronometrado). O percurso prevê solos arenosos e a presença de rios, que obrigarão os competidores a realizarem desvios no trajeto.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2004 | 16h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.