Tim Chong/EFE - 25/9/2011
Tim Chong/EFE - 25/9/2011

Jean Todt diz que Felipe Massa é bom piloto e vai reagir em 2012

Presidente da FIA, e ex-dirigente da Ferrari, culpa pneus por maus resultados do brasileiro em 2011

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2011 | 10h02

MILÃO - Felipe Massa terminou a temporada 2011 da Fórmula 1 sob pressão por conta dos resultados ruins, mas ainda tem o apoio do seu antigo chefe na Ferrari. Jean Todt, atual presidente da Federação Internacional de Automobilismo defendeu o brasileiro e apostou que ele vai reagir no próximo campeonato.

"Felipe não conseguiu se adaptar completamente aos novos pneus Pirelli. Acho que ele ainda é um bom piloto e mostrará isso novamente", disse o francês, em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, culpando a dificuldade de adaptação aos pneus Pirelli pelo desempenho ruim de Massa em 2011.

Na última temporada, o brasileiro não conseguiu subir sequer uma vez ao pódio e foi constantemente superado por Fernando Alonso, seu companheiro na Ferrari. Para Todt, as comparações com o espanhol não são justas. "Alonso é o ponto de referência não apenas para ele, mas para todos. E Felipe foi três décimos mais lento do que ele, não três segundos", afirmou.

Todt também defendeu Stefano Domenicali, que o sucedeu no cargo de chefe da Ferrari e foi criticado pelo desempenho ruim da equipe em 2011. "O cargo de Stefano está sempre no olho do furacão. Eu também era constantemente alvo de críticas e me orgulho de que, no fim das contas, eu tomei a decisão certa de me aposentar, depois de correr todos os riscos de ser demitido", disse.

Para Todt, a Ferrari teve um bom carro em 2011, apesar da notória superioridade da Red Bull. "Alegaram que não tinham um carro competitivo, mas não concordo. A Ferrari não foi tão boa como a Red Bull, mas, de qualquer modo, ainda tinha um bom carro", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.