Jean Todt e dirigentes da FIA passam bem após terremoto no Nepal

Quarenta e cinco dirigentes do automobilismo, entre eles o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) estavam reunidos em Katmandu, na sexta-feira, quando a capital do Nepal foi devastada por um forte terremoto. Todos passam bem e estão em local seguro, segundo informou a FIA, nesta segunda-feira, em nota.

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2015 | 17h37

Katmandu recebia o primeiro congresso regional da área denominada Ásia-Pacífico, que inclui a Ásia Oriental, o Sul e o Sudeste da Ásia e a Oceania. Além de Todt, estavam presentes ao evento dirigentes importantes da FIA como Michelle Yeoh e Graham Stoker.

"Todos os membros da FIA e os delegados estão seguros e reunidos. A FIA agradece grandemente a autoridade esportiva nacional do Nepal e a Associação de Esportes de Automobilismo do Nepal (NASA, na sigla em inglês) pelos esforços para ajudar a garantir isso", escreveu a FIA, em nota.

A entidade enviou suas "mais sentidas condolências" ao povo no Nepal e prometeu começar a estudar nos próximos dias a criação de um fundo para ajudar o país asiático a se reerguer após o terremoto, que matou mais de 3 mil pessoas e deixou pelo menos outras 6,5 mil feridas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.