Arquivo/AE
Arquivo/AE

Jean Todt está fora da Ferrari, diz imprensa italiana

Ex-chefão não terá mais vínculo com a escuderia, onde foi responsável por Schumacher e Massa

EFE

17 de março de 2009 | 14h18

O francês Jean Todt, ex-executivo-chefe da Ferrari, decidiu abandonar seu cargo no conselho de administração e não terá mais vínculo com a escuderia, informou a imprensa italiana.

O presidente da Ferrari, Luca Cordero di Montezemolo, anunciou nesta terça-feira a decisão de Todt durante a assembleia de acionistas da firma, reunida para aprovar os resultados de 2008.

Montezemolo agradeceu a Todt pela grande contribuição aos êxitos da equipe nos últimos anos e sua dedicação desde que chegou, em 1993, à atual escuderia do brasileiro Felipe Massa.

"Jean Todt foi um protagonista fundamental da história da Ferrari nos últimos 15 anos. Com sua capacidade e paixão, ele ganhou a estima e o afeto de toda a empresa e dos torcedores", afirmou.

Desde sua chegada a Maranello, Todt ocupou os cargos de diretor de gestão esportiva, executivo-chefe e membro do conselho de administração.

Com o francês, a Ferrari conquistou seis títulos mundiais de pilotos, sete de construtores e 98 vitórias em grandes prêmios.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1FerrariJean Todt

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.