Jean Todt sai em defesa de Max Mosley por escândalo

Ex-chefe de equipe da Ferrari considera o presidente da FIA 'um grande trabalhador, confiável e inteligente'

Agência Estado

21 de abril de 2008 | 13h29

Max Mosley ganhou um importante aliado para permanecer à frente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). O francês Jean Todt, ex-chefe da equipe Ferrari, saiu em defesa do britânico, elogiando sua gestão."Ele é um verdadeiro presidente, é um grande trabalhador, confiável e inteligente. Sabe como impor liderança quando precisa e sempre trabalhou para melhorar a segurança no esporte" afirmou.Todt criticou aqueles que querem a saída de Max Mosley da presidência da FIA após a divulgação de vídeo em que Lee participava de orgia com cinco prostitutas. "Fico impressionado como as pessoas se concentram em coisas que não tem nada a ver com o seu trabalho". A situação de Max Mosley será definida em 3 de junho, em assembléia da FIA, que será realizada em Paris, e contará com seus membros e representantes das federações nacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
Jean TodtMax MosleyFIAFórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.