Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Julgamento garante Popó Bueno em playoff da Stock Car

Já Luciano Burti, que tinha esperança de ficar com a vaga, está fora da luta pelo título de 2008 da categoria

Agencia Estado

18 de setembro de 2008 | 16h02

A Stock Car conheceu somente nesta quinta-feira os dez pilotos classificados para o playoff do campeonato deste ano. Cinco dias depois da etapa de Londrina, que decidiria as vagas, o STJD confirmou que Popó Bueno é o décimo colocado e pode continuar na luta pelo título.A polêmica estendeu-se devido a uma pendência judicial da etapa de Brasília, a segunda do campeonato. Naquela prova, disputada em 4 de maio, Luciano Burti, Antonio Jorge Neto e Allam Khodair foram punidos com o acréscimo de 20 segundos em seus tempos.Com a punição, Burti caiu de quarto para 11.º, Jorge Neto foi de quinto para 13.º e Khodair, de décimo para 19.º. Os três entraram com recurso para reaver os pontos e o julgamento aconteceu somente nesta quinta, mais de quatro meses depois.Caso conseguisse recuperar os pontos do quarto lugar, Luciano Burti seria o décimo colocado no campeonato, ultrapassando Popó Bueno na classificação. Como não conseguiu, terminou a primeira fase, composta por oito provas, em 11.º, com 36 pontos. Popó, com 41, ficou em décimo.Para os outros dois pilotos, a punição não fez diferença. Allam Khodair conseguiu a vaga mesmo punido, e Antonio Jorge Neto estaria eliminado da disputa mesmo se recuperasse o resultado do Distrito Federal.Assim, a lista de classificados ao playoff da Stock Car tem Marcos Gomes, Ricardo Maurício, Thiago Camilo, Cacá Bueno, Valdeno Brito, Átila Abreu, Giuliano Losacco, Allam Khodair, Alceu Feldmann e Popó Bueno. A primeira prova da fase final acontece no domingo, em Curitiba.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoStock CarPopó Bueno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.