Junqueira não correrá em Indianápolis

O brasileiro Bruno Junqueira está fora da 85.ª edição das 500 Milhas de Indianápolis. Sua equipe, a Chip Ganassi, anunciou hoje os dois pilotos que a representarão na prova do dia 27 e decidiu apostar na experiência. Os escolhidos foram os norte-americanos Tony Stewart e Jimmy Vasser. Desta forma, a equipe pretende repetir a vitória do ano passado, conquistada pelo colombiano Juan Pablo Montoya, atualmente na F-1, correndo pela Williams. Apesar de pouco experiente em ovais, Bruno vem saindo-se bem neste tipo de circuito. Largou na pole domingo, no GP de Nazareth, seu "batismo?? em ovais, e chegou em sétimo lugar na prova. Como também foi muito bem no "rookie test?? em Indianápolis, esperava ser confirmado nas 500 Milhas e ficou um pouco decepcionado com a decisão de Chip Ganassi, dono da equipe, apesar do esforço para aparentar indiferença. "O que eu posso fazer? Ele (Ganassi) decidiu assim. E também não encaro Indianápolis como essa corrida toda??, disse para a Agência Estado, por telefone. Em seguida, lembrou que, no "rookie test??, teste para os estreantes nas 500 Milhas que realizou mês passado, foi o mais rápido. "Atingi 220 milhas (353,980 km/h). Nos treinos de hoje lá, com a pista mais emborrachada, só dois pilotos chegaram a essa velocidade.?? Bruno, porém, procurou entender a decisão de Chip Ganassi. "Ele me explicou que, com o cancelamento do GP do Texas eu iria para Indianápolis sem ter disputado uma prova longa sequer na minha vida (a corrida texana teria 372 km).Reconheço que seria difícil. Tenho certeza de que lutaria pela pole nas 500 Milhas, mas a corrida ia ser bastante complicada.?? O francês Nicolas Minassian também só vai assistir à corrida de Indianápolis. Chip Ganassi fechou com Tony Stewart depois de complicadas negociações. O piloto é atualmente um dos ídolos na Nascar e tem prova no mesmo dia das 500 Milhas. Por isso relutou em aceitar o convite de Ganassi, mas acabou sendo convencido.Com Vasser, companheiro de Roberto Moreno na Patrick Racing, o acordo foi mais fácil. Stewart já disputou as 500 Milhas por cinco vezes, tendo como melhor resultado um quinto lugar. Vasser participará da prova pela segunda vez. Treinos - Indianápolis teve nesta segunda-feira o segundo dia de treinos livres para as 500 Milhas. O norte-americano Greg Ray, da equipe Menard, voltou a ser o mais rápido, com 40s363, média de 222,976 milhas por hora (358,768 km/h). Dos brasileiros, Gil de Ferran, da Penske, foi o 13º (41s122); Hélio Castro Neves, Penske, o 15º (41s181). Felipe Giaffone, da Treadway, o 22º (41s409 ); e Airton Daré, da Xtreme, o 30º (41s937). Vasser foi o 10º nesta segunda-feira ( 41s024) e Stewart, o 26.º (41s768). A sessão foi encerrada pouco antes do horário previsto porque começou a chover em Indianápolis. Os treinos prosseguem nesta terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.