Darron Cummings/AP - 14/5/2009
Darron Cummings/AP - 14/5/2009

Junqueira perde lugar nas 500 milhas de Indianápolis

Por pressão dos patrocinadores, quem vai correr é Alex Tagliani, pois a vaga na tradicional prova é do carro

Agência Estado

18 de maio de 2009 | 16h42

O brasileiro Bruno Junqueira, que havia se classificado em 30.º lugar no grid para as 500 Milhas de Indianápolis, não vai mais participar da corrida, neste domingo, porque cedeu seu carro da equipe Conquest para o canadense Alex Tagliani, piloto titular do time.

Pelo regulamento das 500 Milhas, quem se classifica é o carro, e não o piloto. Assim, Tagliani não poderá usar o modelo com o qual fracassou neste domingo, na briga pelas últimas vagas do grid, mas o carro que Bruno dirigiu pela primeira vez no domingo de manhã, na única sessão de treinos livres antes da classificação no chamado "Bump Day", quando são definidos os últimos colocados do grid.

"Eu sabia que Alex era o primeiro piloto da equipe, e que se alguma coisa acontecesse eu teria de dar meu lugar, e entendo perfeitamente", contou o brasileiro, satisfeito por ter aproveitado bem a chance de última hora. "Gostei de trabalhar com a Conquest e espero que estejamos juntos no futuro", completou.

O chefe da equipe, Eric Bachelart, admitiu que a decisão foi tomada por pressão dos patrocinadores. "Trabalhamos com ele há um bom tempo e nosso programa de marketing foi feito em cima dele, que é nosso piloto principal desde o início da temporada. Bruno mostrou seu talento e realmente apreciamos seu trabalho, mas ter Alex no carro era melhor para o futuro da equipe", concluiu o dirigente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.