Kanaan defende liderança da IRL no Japão

Tony Kanaan defende na madrugada de sábado a liderança da IRL IndyCar Series no GP do Japão, única prova disputada fora dos Estados Unidos, no circuito de Motegi. O piloto da equipe Andretti-Green soma 77 pontos e a maior ameaça a ele vem de outro brasileiro, Helio Castro Neves, da Penske, vice-líder, com 71 pontos. A prova é a terceira do campeonato, com largada às 0h30 e transmissão ao vivo pelo SportTV. A corrida começa com uma preocupação maior dos pilotos: a curva 4. Nos treinos livres de quinta-feira ocorreram vários acidentes naquele ponto do oval rápido japonês, como o que envolveu o neozelandês Scotti Dixon, atual campeão da IRL, da Chip Ganassi. Ele chegou a ser transportado para um hospital de Tóquio para exames de raio X e foi constatada uma fissura no tornozelo esquerdo, que segundo os médicos não o impediria de disputar a prova. Dixon é o sétimo na classificação, com 52 pontos. Outros pilotos que bateram forte lá foram o norte-americano Sam Hornish, companheiro de Castro Neves, quarto na temporada, com 65 pontos, Tomas Scheckter, da Phanter, décimo com 44, e o japonês Tora Takagi, da Mo Nunn. Por todos os acidentes terem acontecido no mesmo local, os pilotos revelavam preocupação com a pista. Além de Kanaan, o Brasil terá outro representante no GP do Japão. É Vitor Meira, que correrá com o GForce-Honda da equipe Rahal, ao lado de Buddy Rice.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.