Kanaan ?perde rumo? em festa do título

A equipe Andretti Green conseguiu fazer Tony Kanaan perder o rumo do hotel, depois da corrida de domingo em Fontana, quando ele conquistou o título da Indy Racing League, ficando em segundo lugar na corrida. "Eles sabem que eu não bebo nada. Mas acabei tomando uns copos de vodca e nem sabia onde eu estava. A festa começou às cinco da tarde e foi até uma da madrugada", contou nesta segunda-feira o piloto enquanto passeava em um shopping de Los Angeles. Nesta quarta-feira, ele vai para Las Vegas onde assistirá a um show da cantora Celine Dion. Depois volta para sua casa, em Miami, na Flórida."Estou com a sensação de missão cumprida. O que não quer dizer que não pretenda mais continuar competindo e vencendo. Mas são poucos os campeões e eu estou entre eles. Isso é o que importa", diz.Apesar da importância do título - Tony é o primeiro brasileiro a vencer na Indy Racing League - nenhuma autoridade brasileira se preocupou em cumprimentá-lo. Mas, em compensação, logo cedo ele recebeu os parabéns de Rubinho Barrichello, que está na Tailândia, e de Alessandro Zanardi, que está em Dubai. E do presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Paulo Scaglione.No dia 17 de outubro, no Texas Motor Speedway, termina o campeonato da IRL. E a meta de Kanaan, agora, é trabalhar para que o inglês Dan Whelson fique com o vice. "O que eu precisar fazer na pista para que ele fique com o segundo lugar eu vou fazer. Esta é uma decisão minha, pessoal", diz. Pelo título, Kanaan vai receber US$ 1 milhão. Desse total, 60 por cento ficará com a equipe. Mas ele está seguro de que o campeonato vai significar novos contratos publicitários.Tony Kanaan já tem uma agenda de entrevistas nas próximas semanas com a imprensa americana. A última deverá ser dia 20 de outubro, no programa de David Letterman, em Nova York. Depois ele virá a São Paulo para assistir ao GP do Brasil de F-1 como convidado especial de Rubinho Barrichello.Nos dias 13 e 14 de novembro, Kanaan vai correr as 500 Milhas de Kart da Granja Viana por duas equipes. Na primeira, estará ao lado de Rubinho, David Coulthard e Dan Wheldon. Na segunda, também terá Wheldon como companheiro e ainda Dario Franchitti e Marco Andretti. "Vou estar com todos os meus amigos. Se dependesse de mim estaria hoje com eles, dividindo a minha alegria. Mas não vou perder essa oportunidade".Sobre a última volta da corrida, depois de uma relargada, Kanaan explicou que não tinha como chegar na frente de Adrian Fernandez. "Eu já estava preparado. Larguei em último e estava com mais pressão aerodinâmica no carro. Em uma volta lançada não daria mesmo para acompanhar o Adrian. Mas meu objetivo era o título. Repito que foi o 2º lugar mais feliz da minha vida".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.