Kanaan se diz 'extremamente feliz' com quarto lugar nas 500 milhas

Já Helio Castroneves decepcionou ao ficar apenas em 17.º e culpou o carro da Penske

AE, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 20h20

INDIANÁPOLIS - Melhor brasileiro nas 500 Milhas de Indianápolis, Tony Kanaan chegou a andar em segundo, mas encerrou a corrida deste domingo na quarta colocação. O piloto da KV, que buscava sua segunda vitória na tradicional prova do automobilismo norte-americano, comemorou bastante o resultado.

"Estou extremamente feliz, pois esse quarto lugar realmente é uma vitória para esse time que se formou cinco dias antes de iniciar a temporada, e que fez a sua primeira corrida de oval aqui em Indianápolis", lembrou Kanaan.

O brasileiro sabia que não tinha como tirar mais do equipamento. "Nosso carro era muito bom andando no tráfego, mas bem lento andando sozinho, então, não tive muito o que fazer no final, quando andamos em linha", comentou Kanaan.

Buscando sua quarta vitória em Indianápolis, Helio Castroneves decepcionou ao ficar apenas em 17.º. Ele culpou o carro pelo resultado. "Realmente, foi um dia muito complicado para o carro. Na largada fui conservador, mas não consegui chegar no pessoal porque (o carro) saía muito de frente e tinha de aliviar o pé. Mas aí, após os primeiros pit stops, começou a apresentar vibração e eu estava cada vez mais perdendo rendimento", explicou o piloto da Penske.

"Tivemos de fazer um pit inesperado (teve um pneu furado) e acabei perdendo uma volta. Apesar de eu ter quase recuperado a volta, o carro realmente não estava com o comportamento que a gente desejava. No final, ainda tentamos uma coisa meio maluca, que foi parar duas vezes quase seguidas para evitar um ''splash and go'' no final, mas não deu certo", completou Castroneves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.