Joe Castro/EFE
Joe Castro/EFE

Kimi festeja volta à Ferrari: 'Foram 3 anos fantásticos'

Piloto finlandês se sagrou campeão mundial em 2007 pela escuderia italiana

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2013 | 10h35

MARANELLO - Confirmado nesta quarta-feira como substituto de Felipe Massa na Ferrari a partir da temporada de 2014, Kimi Raikkonen festejou a sua volta à escuderia italiana, pela qual se sagrou campeão mundial em 2007 e depois disputou mais duas temporadas na Fórmula 1. O piloto finlandês assinou acordo de dois anos com a equipe e agora espera poder reeditar o sucesso de sua primeira passagem pelo time.

"Estou muito feliz por voltar para Maranello, onde eu anteriormente passei três anos fantásticos e muito bem-sucedidos", ressaltou Raikkonen, em entrevista ao site oficial da Ferrari. "Tenho muitas lembranças de meu tempo de Ferrari, lembranças que guardei comigo nos últimos anos, e a que está em primeiro lugar é a conquista do título mundial em 2007, que foi muito inesquecível", completou.

Ao falar sobre o acerto com a Ferrari, o piloto que vem realizando boa temporada pela Lotus neste Mundial de F1 exibiu ansiedade até para atuar ao lado de Fernando Alonso, com quem deverá travar uma batalha árdua pelo posto de primeiro piloto da equipe ao longo do campeonato de 2014.

"Não posso esperar para estar dirigindo um carro de ''Cavalo Empinado'' de novo e me familiarizar com tantas pessoas com que tive relações estreitas, bem como trabalhar com Fernando, que eu considero um grande piloto, a fim de trazer para a equipe o sucesso que merece", destacou Raikkonen.

O espanhol, por sua vez, deu as boas-vindas ao seu futuro companheiro de equipe na F1 e lembrou que juntos os dois pilotos terão de se adaptar a um novo regulamento técnico no próximo ano, quando os carros da categoria passarão a contar com motores V6 turbo, diferentes dos atuais V8 usados pelas equipes. "Gostaria de receber meu novo companheiro de viagem: em conjunto, a partir do próximo ano, teremos de enfrentar um desafio técnico e de corrida muito exigente", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.