Kimi Raikkonen comemora na balada o título mundial

Finlandês vai a duas festas e dá uma de barman em uma boate paulistana na madrugada de domingo

Erica Akie e Valeria Zukeran, Estadão e Jornal da Tarde

22 de outubro de 2007 | 18h25

Não faltaram vodca e cigarros na comemoração do primeiro título de Kimi Raikkonen. O piloto da Ferrari, que já tinha batido na trave em 2003 e 2005, comemorou o título por mais de oito horas em duas festas - uma de sua equipe e outra promovida pela Red Bull.Veja também: A classificação final do Mundial A festa do campeão mundial Kimi Raikkonen Presidente da Ferrari reclama de comissários e da McLarenKimi participou de uma festa privada no Jockey Clube, para apenas 200 convidados da Ferrari. Saiu de lá e seguiu para uma badalada casa noturna onde foi realizada a festa de fim de temporada da Red Bull. Ao segundo evento, o campeão chegou escorado em dois amigos, perto das 2h30, com um grupo de cerca de 15 pessoas, entre eles jornalistas finlandeses e integrantes da Ferrari.Usava boné e camisa pretos e calça jeans. Já embriagado, o finlandês chamou a atenção quando passou para o outro lado do balcão do bar e se transformou em barman por alguns minutos. Não largou a garrafa de vodca e serviu algumas doses aos amigos.Na festa, de fato, Raikkonen nem se importou com a presença de repórteres. Fumou sem parar durante a madrugada, posou para fotos com algumas garotas - uma delas fez questão de se sentar no colo do campeão - e depois seguiu, quase carregado pelos amigos, para a área vip da casa noturna, que recebeu cerca de 3 mil pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Kimi RaikkonenFerrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.