Kimi Raikkonen: 'Estou tão feliz que quase dói'

Finlandês ainda festeja título e diz que Autódromo de Interlagos tem um lugar especial em suas recordações

Efe,

24 de outubro de 2007 | 11h41

O piloto finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, disse nesta quarta-feira que a timidez o impediu de demonstrar toda sua felicidade diante das câmeras. Além disso, ele contou que está muito contente com a conquista do Mundial, já que ele era apontado como azarão". Veja também: FIA confirma o calendário da Fórmula 1 para 2008"Estão tão feliz que quase dói", disse Raikkonen, que superou o espanhol Fernando Alonso e o inglês Lewis Hamilton, ambos da McLaren, por apenas um ponto. "Este é o meu maior sonho desde quando era pequeno. Sempre quis ser campeão mundial."   Raikkonen contou que o Autódromo de Interlagos se tornou especial em sua vida. "Aos 21 anos, sempre tive corridas preferidas, mas essa do Brasil ficou com um lugar especial. A pista, agora, é a minha preferida."   O finlandês ainda comentou o fato de sua vitória ter sido classificada como "zebra". "Acredito que as pessoas que apostaram em mim poderiam ser contadas pelos dedos das mãos. Mas no Brasil fiz uma das melhores corridas de minha vida."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Kimi Raikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.