Kimi Raikkonen reconhece que Ferrari tem muito a melhorar

Kimi Raikkonen reconhece que Ferrari tem muito a melhorar

Piloto finlandês confessa que não esperava tanta dificuldade no início da temporada, mas valoriza melhora desde o 'ponto inicial'

Estadão Conteúdo

18 Setembro 2014 | 12h53

De volta à Ferrari no início do ano, Kimi Raikkonen está longe de apresentar o rendimento que se esperava quando a sua contratação foi anunciada. Afinal, o finlandês está apenas na décima colocação no Mundial de Pilotos.

Mesmo que ele tenha somado pontos nas últimas três provas, Raikkonen avaliou que ele e a Ferrari vão sofrer nas últimas seis corridas do campeonato, a partir do GP de Cingapura, neste domingo, no circuito de rua de Marina Bay.

"Acho que fizemos boas melhorias - em comparação ao ponto inicial - como uma equipe e, obviamente, estou ficando mais feliz com as coisas, mas, obviamente, ainda não é onde queremos estar. Ainda há muito trabalho a fazer", afirmou.

Raikkonen reconheceu que a expectativa sobre a Ferrari para a temporada 2014 da Fórmula 1 era bem maior, mas avaliou que as dificuldades foram superiores ao que se imaginava. Assim, até o diretor de engenharia da equipe italiana, Pat Fry, declarou anteriormente que o foco da equipe já se voltou para o desenvolvimento do carro para a próxima temporada.

"Obviamente, vamos fazer o máximo que pudermos para conseguir bons resultados para a equipe e para mim mesmo. Eu esperava que fosse difícil. Provavelmente a equipe não esperava ter tantas dificuldades assim. Nós esperávamos ser mais forte no geral. É parte do jogo e temos que tentar resolver as coisas", concluiu Raikkonen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.