Yves Logghe/AP
Yves Logghe/AP

Kobayashi critica equipes e diz que dinheiro pesa na F-1

Atualmente, japonês compete pela Ferrari no Mundial de Endurance

AE, Agência Estado

22 de julho de 2013 | 11h29

MOSCOU - Fora do grid da Fórmula 1 desde o fim do ano passado, quando deixou a Sauber, Kamui Kobayashi não perde as esperanças de voltar a participar do campeonato. O japonês, porém, reclamou do comportamento de algumas equipes, que dão mais importância aos aspectos financeiros do que ao desempenho nas pistas no momento de definir os seus pilotos.

"No momento, há muitas equipes que preferem escolher os seus pilotos com base em quanto dinheiro eles podem trazer, em vez de sua capacidade na pista. Espero que essa tendência mude, porque meu objetivo é voltar lá assim que possível e estou trabalhando duro para ter sucesso", disse, ao site oficial da Ferrari.

Atualmente, Kobayashi compete pela Ferrari no Mundial de Endurance. No último fim de semana, inclusive, ele participou de um evento promocional em Moscou. "Enquanto isso, tudo o que posso fazer é dar tudo de mim para a Ferrari nas corridas de GT e estar disponível para a equipe para o que eles quiserem que eu faça, em eventos como este, ou quando me pedem para ajudar no desenvolvimento do carro trabalhando no simulador", afirmou.

Kobayashi estreou na Fórmula 1 no final de 2009 pela Toyota. Depois, nos três campeonatos seguintes, ele competiu pela Sauber. Nesse período, o seu melhor resultado foi o terceiro lugar no GP do Japão de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Kamui Kobayashivelocidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.