Ahmed Jadallah/Reuters
Ahmed Jadallah/Reuters

Ladrões roubam mais de 60 troféus da Red Bull na F-1

De acordo com a polícia, cerca de seis homens estavam nos veículos que invadiram a fábrica da escuderia em Milton Keynes

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2014 | 11h09

A Red Bull informou neste sábado que mais de 60 troféus da equipe foram roubados na última madrugada, quando ladrões invadiram a fábrica da escuderia na pequena cidade de Milton Keynes, no sul da Inglaterra. De acordo com a polícia, cerca de seis homens estavam nos veículos que invadiram o local.

Em seu site oficial, a Red Bull divulgou o comunicado feito pela polícia para pedir informações sobre os suspeitos. Eles estavam em uma picape prata 4x4, que foi usada para derrubar o portão, e em uma Mercedes azul-marinho. Nenhum funcionário da equipe foi ferido durante o roubo.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, lamentou o ocorrido. "Nós estamos, obviamente, devastados por esta séria invasão em nossa fábrica", afirmou. "A invasão causou danos significativos e foi bastante assustadora para nossos funcionários noturnos. Os invasores levaram itens que não só não pertenciam a eles, mas também representavam os esforços de um grupo de indivíduos trabalhadores e dedicados."

A Red Bull é uma das equipes mais vencedoras dos últimos tempos na Fórmula 1. Entre 2010 e 2013, foi tetracampeã entre os construtores e também conquistou quatro títulos entre os pilotos com Sebastian Vettel, que foi para a Ferrari ao fim da última temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Red Bullroubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.