Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Lanterna da F-1 em 2018, Sirotkin será piloto reserva da Renault

Russo que foi último colocado na temporada passada agora vai trabalhar com a equipe francesa

Redação, Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2019 | 12h14

Após estrear na Fórmula 1 na temporada passada e somar apenas um ponto em 21 corridas pela Williams, terminando o Mundial da categoria na lanterna entre os 20 competidores do grid, o russo Sergey Sirotkin foi oficialmente confirmado nesta quarta-feira como piloto reserva da Renault para o campeonato de 2019.

Em 2017, Sirotkin já havia trabalhado para a mesma equipe como piloto de testes e agora retorna como terceira opção de um time que terá a dupla de titulares formada pelo australiano Daniel Ricciardo e o alemão Nico Hülkenberg.

O russo se tornou o mais novo membro confirmado de uma escuderia que conta também com o inglês Jack Aitken, piloto de testes, e com o chinês Guanyu Zhou, piloto de desenvolvimento. E, paralelamente ao seu posto no time base em Enstone, na Inglaterra, Sirotkin vai defender a equipe SMP Racing no Mundial de Endurance da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Estou muito satisfeito por voltar a me juntar aos meus amigos da equipe Renault e voltar à Fórmula 1", comemorou o russo. "Passei o ano de 2017 na fábrica deles e na garagem. Será interessante saber até onde a Renault avançou no desenvolvimento do carro do ano passado", completou.

O anúncio oficial da equipe da montadora francesa aconteceu no segundo dia da semana final de testes coletivos da pré-temporada da Fórmula 1, no Circuito da Catalunha, nos arredores de Barcelona. Na última quinta-feira, Hülkenberg surpreendeu pelo time ao cravar o melhor tempo de toda a primeira bateria de testes da F-1, realizada na semana passada, na mesma pista espanhola. O Mundial da categoria começará no dia 17 de março, data do GP da Austrália, em Melbourne.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.