Darko Vojinovic / AP
Darko Vojinovic / AP

Leclerc supera Hamilton e Verstappen para conquistar a pole position no GP do Azerbaijão de F-1

Piloto da Ferrari é beneficiado por batidas na última parte do treino, que impedem adversário da Red Bull de completar a volta

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2021 | 11h16

Em uma sessão marcada por três batidas que causaram paralisação, Charles Leclerc, da Ferrari, conquistou a pole position para o GP do Azerbaijão, sexta etapa do Mundial de Fórmula 1. O monegasco, que não esteve entre os primeiros nos treinos livres, surpreendeu no Q3 e foi o mais veloz ao marcar 1min41s218. A corrida tem previsão de largada para as 9 horas deste domingo, na Band.

Leclerc superou o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, 0s232 mais lento, e o holandês Max Verstappen, da Red Bull, 0s345 atrás do líder. O francês Pierre Gasly, da Alphatauri, foi o quarto colocado, seguido pelo espanhol Carlos Sainz Jr., da Ferrari.

O mexicano Sergio Perez, um dos favoritos a ficar com o primeiro lugar, acabou um em frustrante sétimo posto, atrás do britânico Lando Norris, da McLaren. O japonês Yuki Tsunoda, da Alphatauri, apesar da batida no fim da sessão, ficou em oitavo, à frente do veterano Fernando Alonso, em ótima nona posição. A decepção mais uma vez foi o trabalho do finlandês Valtteri Bottas, que terminou apenas em décimo lugar.

O Q1 foi marcado por duas bandeiras vermelhas por causa de acidentes envolvendo o canadense Lance Stroll (Aston Martin) e do italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo). Verstappen conseguiu ser o mais rápido até o minuto final, quando Hamilton fez o melhor tempo (1min41s545).

No Q2, os carros da Red Bull voltaram a dominar, com Verstappen em primeiro e Sergio Perez em segundo. Hamilton veio na sequência apenas 0s009 atrás do holandês. O destaque foi o veterano Fernando Alonso, que, repetindo os bons desempenhos nos treinos livres, ficou com o décimo tempo, atrás de Bottas. Esta parte do treino foi interrompida mais uma vez pela bandeira vermelha por causa da batida de Daniel Ricciardo (McLaren), que tentava melhorar seu tempo no minuto final. Com isso, o australiano ficou fora do Q3.

POLE

A decisão pela pole position começou intensa com o Leclerc obtendo a volta mais rápida, superando os carros da Red Bull e Hamilton. A disputa foi até o fim quando os carros voltaram dos boxes e se prepararam para a última tomada de tempo. Foi aí que Tsunoda bateu na curva 3 e Sainz perdeu o controle da sua Ferrari no mesmo ponto, encerrando a sessão.

Confira o grid de largada do GP do Azerbaijão

1º) Charles Leclerc (MON/Ferrari) - 1min41s218

2º) Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - 1min41s450

3º) Max Verstappen (HOL/Red Bull) - 1min41s563

4º) Pierre Gasly (FRA/Alphatauri) - 1min41s565

5º) Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari) - 1min41s576

6º) Lando Norris (GBR/McLaren) - 1min41s747

7º) Sergio Perez (MEX/Red Bull) - 1min41s917

8º) Yuki Tsunoda (JAP/Alphatauri) - 1min42s211

9º) Fernando Alonso (ESP/Alpine) - 1min42s327

10º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - 1min42s659

------------------------------------------------------

11º) Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin) - 1min42s224

12º) Esteban Ocon (FRA/Alpine) - 1min42s273

13º) Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) - 1min42s558

14º) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - 1min42s587

15º) George Russell (GBR/Williams) - 1min42s758

------------------------------------------------------

16º) Nicolas Latifi (CAN/Williams) - 1min43s128

17º) Mick Schumacher (ALE/Haas) - 1min44s158

18º) Nikita Mazepin (RUS/Haas) - 1min44s238

19º) Lance Stroll (CAN/Aston Martin) - sem tempo

20º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - sem tempo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.