AP Photo/Sergei Grits
AP Photo/Sergei Grits

Leclerc ajusta carro e perde 10 posições no grid do GP do Canadá de F-1: 'Era a melhor decisão'

Ferrari e o piloto escolhem trocar o controle eletrônico do motor para evitar falha que o tirou da prova do Azerbaijão na semana passada

Redação, Estadão Conteúdo

18 de junho de 2022 | 10h03

Charles Leclerc e Ferrari escolheram assumir a consequência de perder dez posições no grid da largada do GP do Canadá para ter um carro melhor no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, neste final de semana. O piloto ferrarista foi punido por trocar o controle eletrônico do motor, parte do veículo que falhou no GP do Azerbaijão, na semana passada, e o obrigou a abandonar a prova.

"Bem, obviamente vou começar um pouco mais atrás", disse Leclerc sobre a penalidade. "Mas acho que foi a melhor decisão a tomar, então vamos ver como vai ser. Os treinos livres foram um pouco mais difíceis do que eu esperava, mas sim, quero dizer, o ritmo está lá, então espero que possamos voltar para onde queremos estar", completou.

Esta foi a terceira troca de conjunto eletrônico efetuada pela Ferrari na temporada, situação na qual é prevista a punição com perda de posições. Leclerc, portanto, ficará dez posições abaixo daquela que conquistar no treino classificatório marcado para as 15 horas deste sábado.

Durante os dois primeiros treinos livres, Leclerc oscilou. Fez um TL1 sem muito brilho e terminou em quinto, 0.246s atrás de Max Verstappen, dono do melhor tempo. No TL2, viu o rival da Red Bull ser o primeiro novamente, mas veio logo atrás, em segundo, com apenas 0.081s de diferença.

"Está bem próximo", disse Leclerc sobre a disputa entre Red Bull e Ferrari. "O ritmo de corrida é o que precisamos trabalhar. Quero dizer, é um pouco difícil ter uma imagem clara porque eu estava em um composto diferente o tempo todo, mas no geral, não parecia tão ruim, então isso é bom", concluiu.

O monegasco é o terceiro colocado do Mundial de Pilotos, com 116 pontos, atrás da dupla da Red Bull. Verstappen é o primeiro, com 1150, e Sergio Pérez é o segundo, com 129. No Mundial de Construtores, a Red Bull lidera com 279 pontos contra 199 da Ferrari.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.