Mazen Mahdi/AFP
Mazen Mahdi/AFP

Leclerc supera Verstappen, faz pole no Bahrein e mostra força da Ferrari no primeiro GP da F-1

Com tempo de 1min30s558, monegasco conquista décima pole-position da carreira; atual campeão larga em segundo, seguido de Carlos Sainz; Hamilton é o 5º

Redação, Estadão Conteúdo

19 de março de 2022 | 13h30

A Ferrari mostrou força nos primeiros treinos classificatórios da temporada e terá dois pilotos entre os três primeiros no grid de largada do GP do Bahrein, etapa de estreia da Fórmula 1 em 2022. O monegasco Charles Leclerc fez a melhor volta do Q3 neste sábado e ficou com a pole position, enquanto o espanhol Carlos Sainz, seu companheiro, terminou em terceiro. Os dois estão separados pelo atual campeão Max Verstappen. 

Atrás do holandês, veio o outro nome da Red Bull: Sergio Perez. Abaixo dele, aí sim, aparece Lewis Hamilton, que largará em quinto lugar, seguido pelo seu ex-parceiro de Mercedes, Valtteri Bottas, agora da Alfa Romeo, em sexto. Kevin Magnussen, de volta à Haas, Fernando Alonso, George Russell e Pierre Gasly completam o top 10.

O Q1 já foi marcado por um ótimo desempenho da Ferrari, que terminou a disputa com Charles Leclerc como dono do melhor tempo, seguido pelo companheiro de equipe Carlos Sainz. Verstappen foi o terceiro e Hamilton ficou em quarto, enquanto Yuki Tsunoda, Daniel Ricciardo, Lance Stroll e Nicholas Latifi foram os eliminados. Quem também não avançou foi Nico Hulkenberg, substituto do tetracampeão Sebastian Vettel, diagnosticado com covid-19, na Aston Martin.

No Q2, a Ferrari foi bem de novo, dessa vez com Sainz terminando com a segunda melhor volta e Leclerc com a terceira. O único à frente deles foi o atual campeão Verstappen, autor de uma volta de 1min30s757, seguido por Sergio Perez, seu parceiro de Red Bull. Hamilton ficou logo abaixo, em quinto. Esteban Ocon, Mick Schumacher, Lando Norris, Alexander Albon e Guanyu Zhou foram os eliminados. 

Um destaque importante do Q2 foi o fato de Kevin Magnussen ter avançado à classificatória final. Escolhido para assumir a vaga do russo Nikita Mazepin, retirado da Haas por causa das sanções contra a Rússia, o piloto dinamarquês colocou a equipe de volta no Q3 após três anos. A última vez havia sido em 2019, no GP do Brasil. 

O duelo entre Ferrari e Red Bull desenhado na etapa anterior também ditou o ritmo do Q3, que chegou a ter uma disputa direta entre os dois pilotos da escuderia italiana. Sainz estava muito perto de confirmar a pole, com o tempo de 1min30s687, mas Leclerc acelerou nos segundos finais e assumiu a primeira posição, com 1min30s558. Verstappen diminuiu para 1min30s681 e ficou em segundo.

Veja a classificação do grid: 

1ª - Charles Leclerc (MON/Ferrari) - 1min30s558

2º - Max Verstappen (HOL/Red Bull) - 1min30s681

3º - Carlos Sainz (ESP/Ferrari) - 1min30s687

4º - Sergio Perez (MEX/Red Bull) - 1min30s921

5º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 1min31s238

6º - Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) - 1min31s560

7º - Kevin Magnussen (DIN/Haas) - 1min31s808

8º - Fernando Alonso (ESP/Alpine) - 1min32s195

9º - George Russell (ING/Mercedes) - 1min32s216

10º - Pierre Gasly (FRAN/AlphaTauri) - 1min32s338

—-----------------------------------------------------------

11º - Esteban Ocon (FRA/Apline) - 1min31s782

12º - Mick Schumacher (SUI/Haas) - 1min31s998

13º - Lando Norris (ING/McLaren) - 1min32s008

14º - Alexander Albon (TAI/Williams) - 1min32s664

15º - Guanyu Zhou (CHI/Alfa Romeo) - 1min33s543

—--------------------------------------------------------------------

16º - Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri) - 1min33s750

17º - Nico Hulkenberg (ALE/Aston Martin) - 1min32s777

18º - Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) - 1min32s945

19º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin) - 1min33s032

20º - Nicholas Latifi (CAN/Williams) - 1min33s634

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.