Lembra desse GP? China recebeu festa da Renault e 'despedida' marcante

Será a 10ª corrida no autódromo em Xangai e primeira prova teve vitória brasileira

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de abril de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - As equipes estão em Xangai para o 10º GP da China da história da Fórmula 1. A prova foi lançada em 2002 e entrou pela primeira vez no calendário em 2004. Até 2008, ela era uma das últimas da temporada e no ano seguinte foi transferida, para desde então ser disputada no mês de abril. Na China os fãs puderam acompanhar decisão de título e até mesmo o fim de uma era na categoria. Para relembrar essas histórias, o Estado escolheu as cinco provas mais marcantes disputadas no país asiático.

2004

Na primeira corrida da história da Fórmula 1 em território chinês quem fez a festa foi um brasileiro. Rubens Barrichello, da Ferrari, largou na pole-position e liderou a prova inteira sem ser ameaçado pelos adversários. Com o triunfo, Rubinho garantiu o vice-campeonato mundial da temporada, que disputava com Jenson Button, da BAR. O inglês, aliás, foi o segundo colocado na China, seguido por Kimi Raikkonen, da McLaren.

2005

A China marcava o encerramento da temporada e com Fernando Alonso já com o título assegurado, restava saber quem seria a campeã entre os construtures. A Renault liderava com dois pontos de vantagem sobre a Mclaren e ainda por cima colocou os seus dois carros na primeira fila: o espanhol em primeiro e o italiano Giancarlo Fisichella em segundo. Eles tinham a responsabilidade dar à equipe o primeiro título de sua história e quebrar uma hegemonia da Ferrari que vinha de seis campeonatos consecutivos. Alonso liderou do início ao fim e não foi ameaçado nem mesmo quando parou nos boxes. Kimi Raikkonen, da McLaren, foi o segundo e Fisichella, com outra Renault, foi o terceiro e garantiu ao time francês o título.

2006

A Fórmula 1 chegou ao fim de uma era no GP da China daquele ano. Michael Schumacher, da Ferrari, e Fernando Alonso, da Renault, disputavam o título e chegaram à antepenúltima etapa do Mundial com o espanhol dois pontos à frente. O alemão largou em sexto e via o principal concorrente largar na pole-position, ao lado estava o seu companheiro de equipe, Giancarlo Fisichella. Em uma prova muito segura, Schumacher reagiu, ultrapassou as Renault e chegou em primeiro. Alonso foi o segundo e Fisichella completou o pódio. O campeonato ficou empatado depois da prova e o títula na sequência ficaria com Alonso, mas a principal marca é que a corrida foi a 91ª e última vitória do heptacampeão na Fórmula 1.

2009

Sebastian Vettel começava a esbanjar o seu talento na Fórmula 1. Foi a segunda vitória dele na categoria e a segunda sob um dilúvio. O alemão da Red Bull largou da pole-position e cruzou a linha de chegada seguido pelo seu companheiro Mark Webber. A chuva era tenta que a prova começou com o Safety Car liderando o pelotão. Mesmo com todo esse cuidado, a água era tanta que os pilotos se cansaram de errar. Lewis Hamilton, então atual campeão da categoria, rodou cinco vezes antes de chegar em sexto lugar. Vettel passou ileso pelas 56 voltas e assim como no GP da Itália de 2008, venceu com tranquilidade na chuva.

2012

A Mercedes não era apontada como favorita antes do fim de semana da corrida. Porém nos treinos a escuderia alemã dominou e colocou na primeira fila Nico Rosberg e Michael Schumacher. Não fosse o heptacampeão abandonar na 12ª volta com problemas na roda, certamente teria feito uma dobradinha. Seu companheiro não tomou conhecimento dos adversários e preocupou-se apenas em poupar pneus. Fez isso com tamanha destreza que fez duas paradas contra três das McLarens dos ingleses Button e Hamilton, que completaram o pódio. Rosberg ganhou pela primeira vez na carreira e na terceira prova da temporada deu sequência à curiosa sina de 2012, quando sete pilotos diferentes ganharam as setes primeras etapas.

Tudo o que sabemos sobre:
velocidadeFórmula 1GP da China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.