Lembra desse GP? Supremacia absoluta de Vettel nas corridas na Índia

Piloto alemão pode decidir título da temporada de 2013 em país onde sempre teve atuações de destaque

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2013 | 08h00

SÃO PAULO - No que depender do retrospecto, Sebastian Vettel deve estar muito confiante para o GP da Índia de Fórmula 1, neste domingo. O piloto da Red Bull precisa apenas de um quinto lugar para ser campeão mundial pela quarta vez consecutiva, mas as duas provas já realizadas no circuito de Buddh terminaram com amplo domínio do alemão. Foram duas vitórias de ponta a ponta e sem ser ameaçado pelos adversários. O Estado relembra essas histórias:

2011

Os 95 mil torcedores presentes ao autódromo de Buddh acompanharam a primeira corrida no país e o total domínio de Sebastian Vettel, da Red Bull. Pole-position, vitória de ponta a ponta e volta mais rápida da corrida deixaram o fim de semana do piloto ser completo. Na 44ª das 60 voltas o alemão ainda passou o inglês Nigel Mansell em voltas lideradas no campeonato. Antes da prova começar, a Fórmula 1 prestou uma homenagem a dois pilotos que morreram no mesmo fim de semana: Dan Wheldon (Indy) e Marco Simoncelli (Moto GP). Todo o grid fez um minuto de silêncio.

2012

A corrida repetiu o roteiro do ano anterior: Sebastian Vettel, da Red Bull, largou na pole-position e não perdeu a liderança nem mesmo quando parou nos boxes. Foi a quarta vitória consecutiva do alemão no ano, façanha que lhe permitiu arrancar para o título. Curiosamente, na prova o grande nome foi o outro concorrente ao título, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Ele largou em quinto e teve uma belíssima performance ao ultrapassar Jenson Button, Lewis Hamilton e Mark Webber para assumir a segunda posição a 12 voltas do fim e evitar que Vettel disparasse na liderança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.