Leonardo DiCaprio assume comitê de sustentabilidade da Fórmula E

Ativista ambiental, o astro de Hollywood Leonardo DiCaprio foi anunciado nesta quinta-feira como presidente do recém-criado comitê de sustentabilidade da Fórmula E. A categoria de monopostos, gerida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), estreou este ano no calendário e conta com carros movidos a energia elétrica. Correndo nas ruas centrais de grandes cidades, rapidamente atraiu público, mídia e patrocinadores.

Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2015 | 17h29

O comitê que será presidido por DiCaprio terá a responsabilidade de estudar meios de promover a massificação dos carros elétricos nas grandes cidades. De acordo com a Fórmula E, o órgão também discutirá o legado deixado pela categoria nas cidades na quais realiza suas etapas.

"A primeira vez que eu ouvi falar da Fórmula E foi há uns três anos, quando era apenas uma ideia. Desde então, apoiei o campeonato e fiquei impressionado quão longe ele foi. A Fórmula E realmente pode ser um instrumento poderoso para mudar a percepção das pessoas sobre os carros elétricos", disse DiCaprio, em entrevista a Alejandro Agag, CEO da Fórmula E.

Na conversa publicada pelo site da categoria, o ator diz que lhe agrada a proposta de a Fórmula E só correr nos centros das cidades. "Eu me preocupo com as cidades. Elas representam uma bomba-relógio ambiental. Em 20 anos, 80% da população mundial viverá nas cidades e isso significa uma constante e crescente demanda por recursos naturais, mais do que o planeta pode oferecer", argumentou o astro de Hollywood.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.