Boris Horvat/AFP
Boris Horvat/AFP

Lewis Hamilton comemora sua primeira pole no GP de Mônaco

Piloto não poupa elogios à equipe Mercedes após a classificação

Estadão Conteúdo

23 de maio de 2015 | 15h13

O piloto inglês Lewis Hamilton comemorou muito a conquista de sua primeira pole da carreira no GP de Mônaco, que acontece neste domingo em Montecarlo. Eufórico, o britânico não poupou elogios à sua equipe e ressaltou que sair na pole garante uma boa vantagem para a corrida no circuito de rua no domingo.

"É a minha primeira pole position em Mônaco. Esperava por isso há muito tempo. Foi um dia importante para mim. Trazer os pneus para os treinos foi o diferencial. Normalmente, se olharmos para trás, todo ano em Mônaco tem sido bem frustrante para mim. Às vezes eu tinha um bom carro, outras vezes eu não tinha", afirmou o atual campeão mundial. "Como estou morando aqui nos últimos anos, esta pole tem um sabor especial para mim. Preciso também agradecer muito ao meu time. A performance que tivemos com o carro foi excepcional e eles trabalharam muito forte para conseguirmos isso", completou Hamilton.

Sobre a prova neste domingo, o piloto britânico reforçou a vantagem adquirida com a conquista da pole para uma boa corrida. Para ele, geralmente a primeira posição no grid favorece muito no circuito de rua de Montecarlo, pois a etapa tem poucos lugares de ultrapassagem e os pilotos fazem normalmente apenas um pit stop.

"Você nunca consegue ter o fim de semana perfeito. Mas a pole e uma vitória é a coisa mais próxima da perfeição. Em um fim de semana perfeito, você vai bem em todas as sessões. Mas como disse, pole e vitória seriam o bastante para mim. Eu sempre tenho sido rápido aqui, mas algumas vezes não fui capaz de ultrapassar - é difícil fazer isso quando não se larga na pole e com apenas um pit stop. A prova será fisicamente e psicologicamente desafiadora, mas estou ansioso para correr aqui. E agora espero que eu possa capitalizar com a pole position", completou o britânico.

O alemão Nico Rosberg, que larga ao lado de seu companheiro de equipe na primeira fila, elogiou o britânico e disse esperar por uma largada de "sonho" para surpreender na prova de domingo. "Encontrei um bom ritmo no qualificatório, mas perdi um pouco a pegada no fim do treino. Forcei um pouco e fui além dos limites. Lewis (Hamilton) fez um bom trabalho. Infelizmente, ficou muito difícil agora vencer esta corrida. Mas vou sonhar nesta noite com a minha largada em Barcelona e torcer para ter outra parecida aqui neste domingo", afirmou o alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.