Lewis Hamilton diz que Mundial de F-1 não está definido

Apesar da liderança na classificação, piloto inglês, da McLaren, prevê dificuldades no GP do Brasil

EFE,

15 de outubro de 2007 | 16h22

O piloto inglês, Lewis Hamilton, que pode conquistar o Mundial de Pilotos de Fórmula 1 com sua McLaren, no Grande Prêmio do Brasil, neste domingo, afirmou que, mesmo com quatro pontos de vantagem, a disputa segue em aberto, nesta segunda-feira.   "Estou quatro pontos à frente, mas o campeonato continua indefinido. O que tenho que fazer é somar os pontos necessários, o resto fica fora do meu alcance", afirmou o piloto por meio de um comunicado divulgado hoje pela escuderia. Hamilton chega a Interlagos com 107 pontos na classificação, enquanto o espanhol Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, tem 103. O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, é o terceiro, com 100, e também tem chances, ainda que remotas.   "A China foi uma lição muito importante nesta temporada e serviu para que eu crescesse como piloto. No entanto, esqueci esta decepção logo ao sair de Xangai e agora estou concentrado no Brasil", afirmou o piloto, que foi só elogios ao circuito de Interlagos: "É um circuito muito comentado por todos, há um ambiente fantástico. Os torcedores são muito apaixonados pelo esporte e a pista sempre é palco de grandes corridas", afirmou.   Hamilton, porém, confirmou que o traçado será novo para ele, pois nunca correu por lá: "É outra novidade para mim, falei com muita gente e me disseram que é muito complicado". "E é por isso que vejo este fim de semana como um desafio especial. Quando chegar à pista, na quarta-feira, vou estudá-la a fundo com meu engenheiros e começar a entendê-la. Fiz grandes corridas pela equipe este ano, e espero fazer outra em Interlagos", disse o piloto, confiante num bom resultado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.