Alejandro García / EFE
Alejandro García / EFE

Lewis Hamilton é o mais rápido no último dia de testes da Fórmula 1 em Barcelona

Heptacampeão mundial, piloto da Mercedes crava 1min19s138 na melhor das 94 voltas em Barcelona

Redação, Estadão Conteúdo

25 de fevereiro de 2022 | 17h23

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton foi o mais rápido, nesta sexta-feira, em Barcelona, no último dia ds testes da pré-temporada da Fórmula 1. O piloto da Mercedes fez a melhor de suas 94 voltas em 1min19s138 no teste da tarde, seguido pelo novo companheiro de equipe, o britânico George Russell (66 voltas), com 1min19s233, que havia sido o mais veloz na sessão pela manhã.

Os carros da Red Bull vieram na sequência. O mexicano Sergio Perez (74 voltas) ficou em terceiro, com 1min19s556, à frente do atual campeão mundial, o holandês Max Verstappen (1min19s756), que completou 59 voltas.

O quinto lugar ficou para o Aston Martin do alemão Sebastian Vettel (1min19s824) antes que seu carro vazasse óleo na volta 48, causando um incêndio. A Ferrari classificou seus carros em sexto e sétimo lugares, com o monegasco Charles Leclerc (1min19s831, 44 voltas) e o espanhol Carlos Sainz (1min20s072, 92 voltas).

Alexander Albon (1min20s318, 94 voltas) e Nicholas Latifi (1min20s699, 13 voltas) classificaram as Williams na oitava e nona colocações, deixando as McLarens de Daniel Ricciardo (1min20s790, 86 voltas) e Lando Norris (1min20s827, 52 voltas) em décimo e 11º lugares.

O espanhol Fernando Alonso (1min21s242) terminou em 12º, após sua Alpine para com problemas hidráulicos, causando uma bandeira vermelhaem sua 12ª volta. O francês Pierre Gasly (AlphaTauri) bateu na sua 40ª volta e ficou em 14º (1min22s469), atrás do chinês Zhou Guanyu (1min21s939), outro que parou com problemas mecânicos depois de 41 giros.

O russo Nikita Mazepin, da Haas, só completou só nove voltas e fez o 15º tempo (1min26s229), enquanto o finlandês Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, foi o último, com 1min30s433, depois de dez voltas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.