Lewis Hamilton exalta última dobradinha na McLaren

Lewis Hamilton voltou a roubar a cena no GP do Brasil de Fórmula 1 neste sábado. Após liderar os dois primeiros treinos livres, na sexta-feira, o inglês ofuscou os carros da Red Bull ao faturar a pole position, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e não deixou de agradecer o apoio dos companheiros em sua despedida da McLaren.

FELIPE MENDES ROSA, Agência Estado

24 de novembro de 2012 | 21h33

"A equipe fez um trabalho fantástico. Sou muito grato a todas as oportunidades que me deram", comentou o inglês. Contando com o apoio da McLaren, mesmo com contrato já acertado com a Mercedes para 2013, Hamilton venceu o GP dos Estados Unidos, na semana passada, e tem boas chances de repetir a dose neste domingo.

Em clima de despedida, o campeão de 2008 comemorou a dobradinha da McLaren no Brasil, a última ao lado de Jenson Button. "Estou feliz por colocar o carro na primeira fila e por fazer esta dobradinha final com Jenson na mesma equipe. Espero que isso possa se transformar em algo bem positivo amanhã (domingo)".

Apesar dos bons desempenhos nos treinos no Brasil, onde nunca venceu, Hamilton admitiu que terá dificuldade de confirmar a vitória no domingo. "O tempo poderá ser uma pegadinha amanhã. A chuva poderá transformar a corrida em uma loteria", avaliou.

Largando ao lado de Hamilton na primeira fila, Jenson Button exaltou o bom momento vivido pela McLaren nestas últimas etapas, mas não deixou de lamentar a saída do companheiro. "É ótimo fazer esta última dobradinha na equipe. Estamos em um grande momento e, por isso, é uma pena que as coisas tenham que mudar", comentou.

Coadjuvante no GP do Brasil, apesar do terceiro lugar no grid, o australiano Mark Webber evitou comentar sobre a disputa do título entre o companheiro de equipe Sebastian Vettel e Fernando Alonso, da Ferrari. "Vou me concentrar em minha corrida amanhã (domingo). Vou tentar fazer a prova mais limpa possível. Sabemos que poderá haver problemas, por causa da chuva, então será uma longa corrida".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.