Christian Bruna / EFE
Christian Bruna / EFE

Lewis Hamilton lidera reação da Mercedes e é o mais rápido do dia na Áustria

Inglês marcou 1min04s523 em sua melhor volta, feita com pneus macios no segundo treino do dia

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2021 | 11h48

O primeiro dia de atividades na pista do GP da Áustria, no circuito Red Bull Ring, em Spielberg, mostrou nesta sexta-feira mais um capítulo da disputa entre os dois pilotos que lutam pela liderança do Mundial de Fórmula 1. Após o holandês Max Verstappen, da Red Bull, liderar o primeiro treino livre, foi a vez de o britânico Lewis Hamilton desbancar o rival e ajudar a Mercedes a garantir não apenas a dobradinha, mas também a melhor volta do dia. O heptacampeão mundial - atual vice no campeonato, atrás de Verstappen - marcou 1min04s523 em sua melhor volta, feita com pneus macios.

O finlandês Valtteri Bottas completou a dobradinha da Mercedes, com o tempo de 1min04s712, enquanto que Verstappen não conseguiu encaixar a melhor volta na sua simulação em ritmo de treino de classificação e, desta vez, foi apenas o terceiro, 0s217 mais lento que Hamilton (1min04s740).

Destaque nesta segunda sessão de treinos livres para os carros da Aston Martin, que fecharam a lista dos cinco primeiros. O canadense Lance Stroll foi o quarto, 0s616 mais lento que o líder, enquanto que o alemão Sebastian Vettel terminou logo atrás. As duas AlphaTauri terminaram em sexto e sétimo com o japonês Yuki Tsunoda e o francês Pierre Gasly, respectivamente.

O espanhol Fernando Alonso, com a Alpine, foi o oitavo colocado, à frente da McLaren do britânico Lando Norris e da Alfa Romeo do italiano Antonio Giovinazzi. O mexicano Sergio Pérez, companheiro de Verstappen na Red Bull, mais uma vez decepcionou como foi na primeira sessão e concluiu o dia em 11.º lugar.

Já na parte final da atividade, um fato curioso entre dois pilotos veteranos e campeões mundial de Fórmula 1. Quando a chuva ameaçava aparecer de vez no circuito Red Bull Ring, Alonso reclamava após ter sido bloqueado antes de abrir outra volta rápida. “Não acredito! Não acredito! Esses caras não têm retrovisores? Quem era esse cara?”. Era o finlandês Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado na Áustria com a terceira sessão de treinos livres, a partir das 7 horas (de Brasília), e o treino oficial de classificação, às 10h. Neste mesmo horário, a corrida terá início no domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.