David Fernandez/EFE
David Fernandez/EFE

Líder do Dacar se perde e chega 2h26min atrás do primeiro nas motos

Sam Sunderland, que havia surpreendido na primeira etapa, não acha o caminho e despenca para a 67ª colocação

Estadão Conteúdo

05 de janeiro de 2015 | 17h54

Durou um dia a liderança de Sam Sunderland nas motos no Rali Dacar. O britânico, que surpreendeu ao ser o mais rápido da primeira etapa, no domingo, despencou para o 67.º lugar depois do trecho cronometrado de 518 km desta segunda-feira. O piloto da KTM se perdeu entre Villa Carlos e San Juan, na Argentina, e chegou 2h26min atrás do líder.

O espanhol Barreda Bort foi o melhor do mais longo estágio do rali e assumiu a liderança geral, com um acumulado de 7h06min44. Também da Honda, o português Paulo Gonçalves é o segundo colocado, quase 5 minutos atrás. Entre os 10 primeiros, são quatro espanhóis e três portugueses.

Um dos favoritos entre as motos, o espanhol Marc Coma, atual campeão, teve um problema no pneu e caiu para o sexto lugar, já com 12 minutos de atraso. Jean Azevedo é o 28.º colocado, caindo duas posições com relação à especial de domingo.

Nos carros, o sempre competitivo Nasser Al-Attiyah (Catar), campeão de 2011, assumiu a liderança apesar de ter sofrido uma punição de dois minutos. Já são 7min42s à frente do sul-africano Ginel de Villiers e quase 10 minutos de folga sobre o holandês Bernhard Ten Brinke.

Guilherme Spinelli se recuperou do 29.º lugar na especial de domingo e já é o 15.º colocado pela Mitsubishi, com 19s54 de atraso em relação ao líder. Nas últimas três edições ele não conseguiu completar o Dacar.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoRally Dacar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.