FRANCK FIFE / AFP
FRANCK FIFE / AFP

Loeb controla ritmo, supera Al-Attiyah e ganha segunda etapa dos carros no Rally Dakar

Francês vence após 3 horas e 25 minutos de disputa no percurso entre as cidades de Ha’il e Al Qaisumah

Redação, Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2022 | 11h44

A segunda etapa especial dos carros na edição de 2022 do Rally Dakar viu um novo vencedor. O francês Sébastien Loeb controlou a categoria durante todo o dia de disputa, nesta segunda-feira, entre Ha’il e Al Qaisumah, em um percurso de 339km, para vencer após 3 horas e 25 minutos, pouco mais de três minutos à frente do catariano Nasser Al-Attiyah, colocando a dupla na briga pela liderança na classificação geral.

Al-Attiyah, vencedor da primeira especial, partiu na frente nesta segunda-feira. Rapidamente, porém, Loeb passou a reagir. Na segunda hora da etapa, após 80km, o francês passou pelo rival e assumiu a liderança, inclusive abrindo vantagem. Com bom ritmo, disparou na frente e não foi mais alcançado pelos rivais. Al-Attiyah ainda tentou diminuir a diferença, mas ficou mesmo no segundo lugar.

Após problemas na primeira especial, o espanhol Carlos Sainz e o francês Stéphane Peterhansel reagiram e terminaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. O italiano Nani Roma foi o quinto colocado.

Na classificação geral, Al-Attiyah aparece na ponta, com 6h59min21s no tempo agregado. Loeb é o segundo, com Lucio Alvarez, Giniel De Villiers e Vladimir Vasilyev fechando o Top 5. Sainz é o 29.º colocado, enquanto que Peterhansel é o 33.º.

Barreda Bort é o melhor nas motos

A segunda etapa especial das motos também viu um novo vencedor em 2022. Após duas vitórias de Daniel Sanders nos primeiros dias, foi a vez de Joan Barreda Bort levar a melhor nesta segunda-feira, mas com Sam Sunderland assumindo a liderança na classificação geral.

Sanders começou o dia na frente. O australiano até se distanciou do pelotão, mas logo depois a disputa ficou acirrada com Skyler Howes e Sunderland. Depois de quase duas horas, no entanto, foi a vez de Barreda assumir a liderança.

Após 115km, o estreante Danilo Petrucci enfrentou problemas médicos em sua moto KTM e não conseguiu arrumar o equipamento. Com isso, o ex-piloto da MotoGP pediu ajuda da organização para ser levado de helicóptero e abandonou a prova. No momento da quebra, o italiano estava no Top 5 e brigava pela liderança.

Na frente, Rui Gonçalves assumiu a liderança. Depois, foi a vez de Sunderland dar um gás no ritmo e tomar a ponta. Mas, no fim, Barreda encontrou ótimo ritmo e fechou o dia em 3h21min20s, pouco mais de 5 minutos na frente de Sunderland. Kevin Benavides ficou em terceiro, seguido por Sam Howes, Toby Price, Joaquim Rodrigues, Stefan Svitko, Adrien Van Beveren, Andrew Short e Aaron Mare fechando o Top 10.

No geral, Sunderland tomou a ponta, seguido por Van Beveren, que está 2min51s atrás. Sander, Walkner e Howes completam o Top 5. Vencedor do dia, Barreda aparece apenas em 10.º lugar na somatória de tempos.

A terceira do Rally Dakar acontece nesta terça-feira, saindo e chegando em Al Qaisumah. Serão 255km de prova, com 636km no total.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.