Leandro Silveira, Agência Estado

14 de março de 2010 | 19h14

André Lessa/AE

Helio Castroneves contorna curva durante a disputa da etapa de São Paulo no Anhembi

SÃO PAULO - Considerado um dos favoritos para vencer a prova de abertura da temporada 2010 da Fórmula Indy, o brasileiro Helio Castroneves não teve um bom dia no circuito de rua do Anhembi - terminou em nono lugar. O piloto da Penske perdeu o bico do seu carro logo na primeira volta, ao se envolver em um acidente na curva conhecida como S do Samba, conseguiu se recuperar, mas voltou a cair para os últimos lugares após adotar uma estratégia errada quando parou de chover. Por tudo isso, lamentou o domingo conturbado que teve.

Veja também:

linkCORRIDA - Leia como foi a vitória de Will Power na etapa de São Paulo da F-Indy

lista F-INDY - Todas as notícias da categoria

blog BATE-PRONTO - Bastidores da prova

"Aconteceu de tudo. Na largada, infelizmente alguém me tocou, todo mundo começou a rodar na minha frente e eu não tive espaço para sair. Quebrou o bico, troquei pneu, tive que voltar de novo aos boxes por conta de uma penalização. Estava sobrevivendo e aí começou a chover forte. Depois, tomei a decisão errada de seguir na pista e aí caí algumas posições. Resumindo, um começo de temporada conturbado", afirmou Helinho.

Apesar do começo longe do ideal, Castroneves disse que ainda se vê com boas chances de lutar pelo título da F-Indy em 2010. "Das equipes que podem brigar pelo título, o Will Power [também da Penske] foi o único que distanciou de mim. Espero ter resultado melhor na próxima etapa em São Petersburgo [no dia 28 de março, nos Estados Unidos]", afirmou.

Fazendo um balanço geral, o brasileiro considerou a primeira corrida da Fórmula Indy em São Paulo emocionante. "Essa prova deve ter tido mais ultrapassagens do que em todo ano passado. A pista é boa, as mudanças foram ótimas. Aconteceu muita coisa e a emoção nunca faltou. Choveu, fez sol e ninguém arredou pé. Pelo menos teve um brasileiro no pódio [Vitor Meira terminou em terceiro lugar]. Os americanos adoraram a corrida", comentou.

Mas ele aproveitou para fazer sugestões para a etapa de 2011 da F-Indy em São Paulo. "Tem vários detalhes. Os pilotos precisam se reunir para conversar. Seria bom colocar blocos para formar a zebra, porque esse é de plástico e evitaria alguns acidentes. A nota de 1 a 10 é 9, porque nenhum brasileiro venceu", disse Helinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.