Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Lorenzo 'derruba' Rossi, Dovizioso e Viñales na vitória de Márquez em Barcelona

Ex-campeão da categoria 'ajuda' compatriota com queda e encerra prova de rivais em Montmeló

Redação, Estadão Conteúdo

16 de junho de 2019 | 10h10

Um acidente que envolveu Jorge Lorenzo, Valentino Rossi, Andrea Dovizioso e Maverick Viñales facilitou o trabalho de Marc Márquez, vencedor, neste domingo, da etapa da Espanha de MotoGP, no circuito de Montmeló, nos arredores de Barcelona. Esta foi a quarta vitória do piloto da Honda em sete provas disputadas no ano. Ele soma 48 triunfos na MotoGP e 74 na carreira.

Além do atual campeão, o destaque da corrida foi o francês Fabio Quartararo. O piloto da Yamaha, estreante na categoria e grande revelação da temporada, passou por uma operação no antebraço há 12 dias, largou na pole position, travou excelente briga com Danilo Petrucci e Alex Rins e acabou na segunda colocação. 

Dovizioso teve uma bela largada e pulou da quinta para a primeira posição, seguido por Márquez. Lorenzo também surpreendeu ao subir para o quarto lugar, após ser décimo no grid. Rossi surgiu em sexto.

Mas na segunda volta, na curva 10, Lorenzo tentou ultrapassar Viñales e caiu, levando Rossi, Dovizioso e o próprio Viñales para fora da prova. Os pilotos envolvidos no acidente reclamaram muito do piloto da Honda, que tem um início de temporada muito ruim.

Com isso, Márquez assumiu a liderança, tendo Petrucci em segundo, Quartararo em terceiro, Rins em quarto e Miller na quinta posição.

Em um ritmo forte, Márquez passou a virar na sequência voltas mais rápidas e em cinco passagens já tinha três segundos de vantagem na liderança. Com o espanhol na frente, a disputa entre Petrucci, Rins e Quartararo passou a ser o grande atrativo da prova.

Com nove voltas para acabar a corrida, Márquez já tinha 5,2 segundos de vantagem, enquanto Petrucci e Rins disputavam palmo a palmo pelo o segundo lugar. O italiano da Ducati chegou atingir 341,5 km/h na reta principal para pegar a vice-liderança.

A sete voltas do fim, Rins forçou sobre Petrucci e errou, quase caiu. Quartararo aproveitou e também passou por Petrucci, assustado com a manobra de Rins, que foi para o sétimo lugar.

Márquez "passeou" até o fim e festejou muito com sua equipe, ao passar na linha de chegada. Quartararo, Petrucci e Rins e Alex Miller vieram na sequência.

Márquez lidera o Mundial com 140 pontos, seguido por Dovizioso com 103 e Rins, 101. A próxima etapa do Mundial de MotoGP,a oitava corrida do ano, está prevista para dia 30, na Holanda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.