Lorenzo vence na França e assume liderança na MotoGP

LE MANS (Reuters) -O espanhol Jorge Lorenzo se beneficiou das mudanças nas condições da pista e venceu o GP da França neste domingo, assumindo a liderança na pontuação geral.

REUTERS

17 de maio de 2009 | 13h46

O piloto de 22 anos cruzou a linha de chegada com sua Yamaha 17seg710 adiante do italiano Marco Melandri e sua Kawasaki. O espanhol Dani Pedrosa foi o terceiro, 19seg893 atrás de Lorenzo depois de largar na pole com sua Honda.

A segunda vitória de Lorenzo em quatro corridas o colocou na dianteira do campeonato com 66 pontos, um acima do companheiro de equipe Valentino Rossi e do australiano Casey Stoner, que chegou em quinto com sua Ducati.

"É como um sonho. Eu não esperava esta vitória. Estou lutando pelo título e foi um final de semana perfeito," disse Lorenzo, que também venceu o GP do Japão no mês passado, à tevê Eurosport.

O campeão mundial Rossi terminou na 16a colocação, duas voltas atrás de Lorenzo depois de uma tarde infernal em Le Mans. Vencedor no ano passado, ele escorregou e caiu na brita no começo da prova e teve que trocar de moto três vezes.

Todos os pilotos foram obrigados a trocar de moto durante a prova de 28 voltas, já que a pista, molhada no início, secou sob o sol.

Lorenzo, que largou em segundo, ultrapassou Pedrosa antes do final da primeira curva e logo se distanciou.

O espanhol foi um dos últimos a trocar para uma moto com pneus lisos.

"Parei muito cedo. Não estava muito veloz nas primeiras voltas com os pneus para pista seca," declarou Pedrosa.

Na categoria 250cc, o italiano Marco Simoncelli venceu para a Gilera na frente do espanhol Hector Faubel e sua Honda e do também italiano e companheiro de equipe Roberto Locatelli.

O espanhol Julia Simon assumiu a liderança da categoria 125cc com sua vitória em Le Mans, terminando na frente do alemão Jonas Folger e do espanhol Sergio Gadea, que também correm pela Aprilia.

A próxima etapa acontece na Itália no dia 31 de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
MOTOGPLORENZO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.