Lotus comemora pódio e minimiza duelo entre pilotos

O finlandês Kimi Raikkonen e o francês Romain Grosjean comemoraram a dobradinha da Lotus no pódio do GP da Hungria de Fórmula 1, neste domingo, mas não deixaram de lamentar a chance de conquistar a vitória abocanhada pelo inglês Lewis Hamilton.

AE, Agência Estado

29 de julho de 2012 | 18h39

"É uma pena que não conseguimos vencer, mas foi um bom resultado para a equipe. E vamos continuar nos esforçando para dar o passo final [rumo à vitória]", comentou Raikkonen, segundo colocado em Budapeste. "Conseguimos alcançar Lewis, mas foi impossível ultrapassá-lo".

Terceiro colocado, Grosjean lamentou ter perdido tempo atrás de Michael Schumacher. "Foi um bom resultado para a equipe, mas, para ser honesto, estou um pouco decepcionado. Tivemos uma boa batalha com Lewis durante a maior parte da corrida, mas aí fiquei atrás de Schumacher e isso me custou um bom tempo. Acabei perdendo uma posição para Kimi".

Raikkonen ficou com o segundo lugar após boa disputa com o próprio companheiro de equipe nas voltas finais da corrida. Tentando evitar polêmica, Grosjean admitiu que o finlandês se saiu melhor na briga pelo segundo posto. "Ficamos bem perto, mas ele fez o que tinha que fazer. Meus pneus estavam desgastados e eu tive dificuldade para manter o ritmo", afirmou o francês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.