Lotus Malásia apresenta carro e confirma piloto brasileiro como reserva

Luiz Razia estará na mesma equipe dos titulares Jarno Trulli e Heikki Kovalainen

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2011 | 10h46

VALÊNCIA - A Lotus Malásia deu um tempo na briga na justiça para utilizar seu nome - trava disputa com a Lotus Renault -, e apresentou nesta segunda-feira seu novo carro para a temporada 2011 da Fórmula 1 e confirmou seus pilotos para o ano. Além dos titulares Jarno Trulli e Heikki Kovalainen, a equipe confirmou o brasileiro Luiz Razia como terceiro piloto.

Razia foi piloto de testes da Virgin em 2010. O baiano conquistou o título da Fórmula 3 Sul-Americana em 2006, depois passou pela F-3000 Europeia, além das divisões asiática e europeia da GP2.

Em 2011, ele pilotará o T128, que é visto com muito otimismo pelos integrantes da equipe. De acordo com o diretor-técnico da Lotus Malásia, Mike Gascoyne, o novo modelo fará com que a escuderia possa brigar pelas primeiras colocações.

"Já dissemos que nosso objetivo é começar desafiando as equipes já estabelecidas e eu acho que ele será atingido. Mas está linha precisará continuar crescendo, então vamos ter que começar desafiando Toro Rosso, Sauber e Force India, para no final da temporada desafiarmos Williams e Renault", afirmou.

Ainda de acordo com Gascoyne, o desempenho em 2011 deverá ser muito melhor do que em 2010, quando a equipe ficou na décima colocação no Mundial de Construtores, sem nenhum ponto ganho.

"Com o carro do ano passado, especialmente na primeira metade da temporada, era um exercício de sobrevivência. Da metade para o final do ano começamos a construir a equipe e foi quando começamos a trabalhar neste carro", declarou.

O novo carro da Lotus Malásia manteve as cores verde e amarelo como predominantes, mas trouxe um design mais agressivo que o do ano passado, O modelo exibe uma asa diante modificada e uma nova entrada de ar, parecida com a usada pelos carros da Mercedes do ano passada. Já o motor passou a ser da Renault, substituindo o da Cosworth usado em 2010. Já o câmbio passará a ser fornecido pela Red Bull, atual campeã mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.