Reprodução
Reprodução

Lotus provoca organizadores de Sochi, mas volta atrás

Escuderia posta foto de um casal gay desejando um feliz Jogos de Inverno para os atletas

O Estado de S. Paulo

07 de fevereiro de 2014 | 16h30

SÃO PAULO - A polêmica entorno da proibição de propagandas com teor homossexual na Rússia nos Jogos Olímpicos de Inverno chegou às pistas de Fórmula 1. Quem introduziu o assunto na manhã desta sexta-feira foi a Lotus. A equipe divulgou por meio de uma rede social uma imagem de dois homens se beijando com a seguinte mensagem: "Antes da cerimônia de abertura, nós gostariamos de desejar a todos os atletas uma bem sucedida Olimpíada de Inverno #Sochi2014".

Horas mais tarde, a escuderia parece ter se arrependido da provocação ao governo russo, apagou a postagem e postou uma desculpa. "Nós gostariamos de pedir as mais sinceras desculpas por uma postagem não autorizada em nossa conta do Twitter hoje e nos asseguramos que isso não vai acontecer novamente".

Assim como a primeira mensagem, a atitude também causou polêmica. Rapidamente, dezenas de usuários perguntaram por que apagar a postagem, se mostrando decepcionados com a escuderia.

Além de ser sede das Olimpíadas de inverno, Sochi terá a responsabilidade de sediar o primeiro GP da Rússia de Fórmula 1. A corrida acontece entre os dias 10 e 12 de outubro deste ano e contará com a Lotus entre as participantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.