Marco Ugarte / AP
Marco Ugarte / AP

Lucas Di Grassi ultrapassa rival nos metros finais e vence etapa da F-E no México

Brasileiro reage após começar mal o campeonato; Massa termina na oitava posição, Felipe Nasr, na 19ª, e Piquet abandona

Redação, Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2019 | 23h14

O brasileiro Lucas Di Grassi conquistou neste sábado uma vitória para não ser esquecida tão cedo em sua carreira. O piloto da equipe Audi ultrapassou o alemão Pascal Wehrlein a poucos metros da bandeirada de chegada para vencer a etapa da Cidade do México da Fórmula E, a quarta da temporada 2018/2019 da categoria com carros elétricos. Campeão em 2016/2017, essa foi a sua primeira vitória no atual campeonato.

O resultado no México o ajudou a subir bastante na classificação de pilotos. Com um desempenho ruim nas três primeiras corridas - Arábia Saudita, Marrocos e Chile -, Lucas Di Grassi começou a quarta etapa na 13.ª colocação e com a vitória pulou para o quarto lugar. Tem 34 pontos, contra 53 do belga Jéromê D'Ambrosio, que é o líder e ficou em quarto neste sábado.

Na corrida, Lucas Di Grassi largou na segunda colocação, mas a perdeu logo no início e caiu para terceiro. Ficou nesta posição por grande parte da prova e só nos minutos finais encostou nos líderes. Superou o britânico Oliver Rowland para ser segundo e, nos metros finais, Pascal Wehrlein, quase encostando no muro da reta de chegada, para conquistar a vitória.

O piloto alemão cruzou em segundo, mas foi punido em cinco segundos por ter cortado uma chicane na volta final, fechando a corrida em sexto. O lugar no pódio abaixo de Lucas Di Grassi ficou com o português Antônio Félix da Costa, que é o vice na classificação geral, com 46 pontos.

Largando em terceiro, sua melhor posição no grid até então, Felipe Massa esteve entre os seis primeiros por muitas voltas, mas perdeu rendimento no final, terminando em oitavo e marcando os primeiros pontos na Fórmula E. Estreante na categoria, Felipe Nasr sofreu com um toque logo na primeira volta e fechou apenas em 19.º. Nelsinho Piquet bateu forte e abandonou a corrida.

A Fórmula E agora volta em pouco menos de um mês. No dia 10 de março, em Hong Kong, o campeonato terá a sua quinta etapa. Serão 13 no total, com o encerramento em uma rodada dupla em Nova York, nos Estados Unidos, nos dias 13 e 14 de julho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.