Em sua estreia na F1, Magnussen ficou em segundo
Em sua estreia na F1, Magnussen ficou em segundo

Magnussen fica surpreso com pódio e Button lembra pai

Pai de Button, que sempre acompanhou a carreira do filho, morreu em janeiro deste ano

AE, Agência Estado

16 de março de 2014 | 16h48

MELBOURNE - Segundo colocado do GP da Austrália de Fórmula 1, depois de ter herdado a posição do australiano Daniel Ricciardo, punido por uso de combustível de forma irregular na prova deste domingo, Kevin Magnussen, de 21 anos de idade, admitiu surpresa com o fato de ter subido ao pódio já em sua prova de estreia na categoria.

"Eu não consigo acreditar nisso. Não foi uma vitória, mas lembrou um pouco a sensação de ganhar", ressaltou o dinamarquês, que depois enfatizou que a McLaren vinha de uma "temporada complicada" e agora já iniciou o ano na liderança do Mundial de Construtores, pois o inglês Jenson Button acabou herdando o terceiro lugar obtido por Magnussen com a punição aplicada a Ricciardo. "Todos querem dar a volta por cima. Eu não poderia imaginar nada melhor", reforçou.

Magnussen destacou também que os integrantes da McLaren "trabalharam muito duro no inverno" europeu após o time amargar uma temporada historicamente ruim em 2013. "Eles fizeram um grande trabalho e me deixaram muito confortável no carro", disse.

Button, por sua vez, comemorou o ótimo resultado obtido na pista, depois de ter largado do décimo lugar do grid, e fez questão de lembrar o seu pai, John Button, que morreu em janeiro e sempre acompanhava o filho de perto nas provas da F1. "Ele estaria com um grande sorriso no rosto olhando para baixo e sabendo que todos estão falando sobre ele bem agora. Ele amaria isso", afirmou o piloto, emocionado.

O inglês também admitiu que este foi um "fim de semana difícil e emocional". "Não sou o tipo de pessoa que gosta de mostrar na frente das câmeras da TV, não acho que seja certo. Por trás delas, é muito, muito difícil, mas tenho tido um grande apoio do paddock, de minha família, amigos e todos os caras dentro do time", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.