Malásia não se importa com GP em Cingapura

A Malásia não está preocupada com a concorrência de Cingapura pela realização de um Grande Prêmio de Fórmula 1, disse nesta quarta-feira uma autoridade do governo local.O vice-ministro de Esporte e Juventude, Liow Lai, explicou que a principal preocupação é garantir a realização com sucesso do GP da Malásia deste ano, entre 6 e 8 de abril, no Circuito de Sepang, independente dos esforços de Cingapura.Apesar disso, Liow respondeu à imprensa de Cingapura dizendo que o ministro de Esportes, Azalina Othman, estava receoso quanto a um futuro prejuízo financeiro, uma vez que a corrida no país vizinho prejudicaria a visibilidade de Sepang."Não temos que ser rivais, já que podemos nos completar", disse Liow. "O ministro conversou com Bernie Ecclestone [chefe da Fórmula 1], mas nada foi definido. Eu não sei os detalhes, mas a decisão final cabe aos responsáveis pela categoria."Cingapura negocia com a Fórmula 1 a possibilidade de realizar uma corrida num circuito de rua que poderia ser disputada à noite, sob luz de refletores, a primeira desta forma na categoria.A Malásia sediou seu primeiro Grande Prêmio em 1999, e Sepang renovou o contrato por mais cinco anos em 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.